Nas últimas semanas tivemos três eliminações seguidas, o que fizeram com o que o SPFC somente tenha pela frente o Campeonato Brasileiro.
Muito criticado pela imprensa, Rogério Ceni tem tido trabalho com o elenco e sido alvo de diversas especulações negativas, inclusive por parte da torcida.
De fato não foi nada agradável a eliminação em três competições seguidas, abala a moral de qualquer clube ou elenco, mas devemos nos ater que o SPFC está passando por uma reformulação, este ano de 2017 é um ano de mudanças, e como qualquer transição que seja feita, há muito trabalho a ser feito.
Começamos o ano com um esquema tático que impressionou, com os laterais apoiando os pontas e abrindo as defesas adversárias. Todavia fazia com que o time sofresse gols. Ouvimos e lemos reclamações e críticas da imprensa e torcida. Mudou-se o esquema, agora os laterais sobem menos, e como não temos um maestro nem um exímio driblador, a defesa adversária aperta e os nossos atacantes não têm espaço para jogar.
E então, o que fazer? Em um modo reclama-se que leva gols, em outro modo reclama-se que não faz gols.
Elenco curto temos mesmo, nem faremos grandes contratações até o fim do ano, as contas não deixam.
Ao meu ver, o esquema que deu início no campeonato paulista me parece o mais adequado, se tomamos gols, paciência! Mas recordem-se, fazia tempo que não víamos o SPFC emplacar goleadas quase que seguidas.
Mas o fundamental é termos paciência! O mesmo aconteceu e ainda há resquício no poderoso Manchester United quando Ferguson se aposentou. Fizeram uma transição, isso leva tempo e exige paciência! Veja o Milan, o mesmo caso.
Agora culpar o Rogério Ceni por conta dos resultados? Não acho adequado. Devemos apoiar!
Outro fator que joga muito contra qualquer trabalho, de qualquer jogador, ou qualquer esquema profissional em si, é quando alguém de dentro não veste a camisa do empregador e despacha mundo à fora informações que sabidamente só vai prejudicar o ambiente. Não podemos permitir que alguém de dentro, recebendo salário do nosso clube, venha a jogar contra a gente. Que este cidadão seja identificado e demitido do clube.
postado por Renato às 15:16
comente (0 /)

No último jogo contra o The Strongest vimos mais uma vez a CONMEBOL em ação.
Calleri que estava no banco e ao final da partida foi expulso não se sabe o porque, pegou um jogo de suspensão.
E o árbitro? O que a CONMEBOL fez para punir o árbitro chileno? Nada?
As imagens são claras, Calleri não fez nada, apenas foi abraçar os companheiros de elenco ao final da partida, e se dirigiu alguma palavra aos bolivianos, era algo para ter sido expulso?
Uma piada!
Pelas imagens logo vemos que o árbitro ao final da partida ficou com os olhos voltados para Calleri, perseguindo, esperando que ele espirrasse para puni-lo. Um absurdo!
E os bolivianos AGRESSORES nada receberam. O Pablo Escobar, líder dos bolivianos saiu em capas dos jornais sul-americanos chutando o Calleri pelas costas, e, nenhum punição à ele.
Provocar está mais grave do que agredir!
De fato os valores do mundão de meu Deus estão invertidos.
Não é de hoje que a CONMEBOL tenta fragilizar os clubes brasileiros, e não sou adepto das teorias da conspiração, mas sempre prejudicam mais o SPFC.
Foi Luís Fabiano com 3 jogos de gancho por ter ido falar com o árbitro, e agora Calleri por um jogo em casa, por ter no máximo provocado os bolivianos.
A provocação faz parte do futebol, sempre fez. E digo mais, do Esporte!
Alguém pune CR7 por fazer gol e sair gesticulando "calma, eu estou aqui!"?
A CBF, outra corrupta, que sempre puxa para o lado das galinhas também nada faz para intervir. Ou será que a própria CBF tem um dedinho ali no bolo?
Muitos por ques nos restam e nenhuma mudança é feita.
Nos cabe apenas abaixar a cabeça a buscar na raça o título? Parece que sim! Infelizmente.
Agora nova chance para Alan Kardec mostrar o seu futebol de quando chegou ao SPFC.
Esperamos isso dele, substituir Calleri com o mesmo primor.
Nada de querer gol bonito, de dar aquela ajeitadinha a mais que acaba matando a jogada. Chegou a bola, põe para o gol. De barriga, de coxa, de canela. Gol é gol!
Tenho uma ideia que não agrada a ninguém, muito menos aos próprios clubes, mas deveriam os brasileiros fazer um boicote à CONMEBOL, deixando de jogar a Libertadores, seja por uma edição. Com a alegação que somos nós brasileiros, sempre prejudicados, com suspensões como estas, com pancadaria e impunidade do adversário. Sabemos que a Libertadores é pegada, mas ao ponto de por em risco o joelho de um atleta fundamental, patrimônio do clube? Não é para tanto.
E será que a CONMEBOL após o boicote de times brasileiros à uma edição, iria ainda se arriscar em punir algum de nós? Eu acho que não! Pois a perda que a CONMEBOL teria em patrocínios e contratos televisivos seria imensa, que acredito que implorariam de joelhos para não haver boicote.
Relembrando que é Brasil e Argentina quem faz a Libertadores acontecer.
Destacando as palavras do sábio Juan Riquelme: "É impossível imaginar uma edição de libertadores sem suas principais equipes. Boca Juniors, River Plate e São Paulo."
postado por Renato às 11:06
comente (0 /)

O ano de 2015 foi um ano atípico para o Soberano. Bagunça na diretoria, salários atrasados, elenco desorganizado.
Que foi desastrosa para não dizer suja, manchada, corrupta a administração do Aidar, todos já sabem. Mas ao ponto de deixar os atletas com seus recebimentos em atraso? Isso não acontecia no Soberano. Reflexo da gestão de JJ ou incompetência e malandragem de Aidar? Tudo debatido, e nada apurado e resolvido. Acaba em pizza e o Soberano para a conta?
Quem fica com o gosto amargo é o torcedor, que viu uma campanha pífia em todos os campeonatos disputados em 2015.
Ou será que tem alguém que acha que estamos no G-4 por mérito? Podem me criticar, mas pelo futebol apresentado não merecíamos. Essa vaga na Libertadores vindo contra o Goiás, será um presente divino.
Não acredito que percamos essa vaga.
Mas o que esperar para 2016?
Mais bagunça? O Leco é da turma do JJ. Rodamos, rodamos, rodamos e acabamos no mesmo lugar.
O elenco em 2015 se desfez, quem ficou ruim com isso foi El Profe, que veio com uma ideia e quando chegou mudaram tudo. Ele ainda fez milagres, levou o Soberano com o elenco fraco até as semi da Copa do Brasil e não deixou o Soberano lá embaixo na tabela do Brasileiro.
Nós exigimos o retorno de Dios Lugano, mas conforme notícias, nem sondagens tem sido feita sobre o retorno dele para o Soberano.
Nomes sem peso, jogadores que não se consagraram são os nomes que estão na lista de interesse.
Será que novamente serão contratados jogadores que fizeram uma única boa temporada por seus clubes? Olha a linhagem Cortês se repetindo.
Engraçado que diversos jogadores dispensados pelo SPFC, negociados por não serem usados, em outros clubes deram muito certo, ou no mínimo ajudaram a manter o nível de seus clubes.
Relembrando: Cléber Gladiador, Denílson, Julio Baptista, Dagoberto (esse não fez tanta falta, mas foi campeão pelo Cruzeiro em 2014), Rodholfo, Maicon, entre outros.
Não sei se é a "política" da cartolagem, se é panela, se a comissão técnica permite que o jogador se acomode, mas é estranho ver um jogador que pelo seu clube antigo corre os 90 minutos, dá carrinho aos 45 do segundo tempo, e quando chega no Soberano, vira chinelinho, fica magoado, não corre e apenas trota em campo, não marca, não tem gana por vitória.
Serão desses que virão para o Soberano em 2016?
Por isso eu reforço o apelo dos milhões de São Paulinos para que tragam Lugano de volta. Pois é de um caráter dessa linha que precisamos no elenco, o cara brigador, que cobra os jogadores durante a partida, que exige dedicação, que gosta de vencer, que quer vencer até partida entre amigos.
Não precisamos mais desses que: "Ah, estou recebendo perdendo ou ganhando. Então tá bom!"
E nós sabemos quem são esses.
Nós não somos burros!
postado por Renato às 09:36
comente (1 /)

Domingo será apresentado Kaká, novo reforço do Soberano neste restante de temporada.
Kaká se juntará à Ganso, Fabuloso, Pato, Kardec e cia.
O Soberano caminha esse ano buscando o título brasileiro e o retorno à Libertadores do ano que vem. Se Deus quiser, tudo dará certo e ano que vem mudaremos para 7-4-4.
Imaginou se por um acaso o elenco do segundo semestre de 2014 se mantém para 2015? Jogar Libertadores com esse elenco vai ser uma pena. Será como pegar aquele carro que você sempre quis ter e ir visitar aquela tia numa cidade minúscula lá no interior de num sei o que, onde as ruas são cheias de buracos, lombadas que parecem muros de contenção. Dá dó!
Acho que se é mantido o elenco para 2015, deveríamos ser convidados para jogar a Champions League. Afinal, Fabuloso, Pato, Kaká e Kardec já conhecem e muito o ambiente europeu e poderiam fazer a apresentação ao Ganso. E agora pdoemos falar Rodrigo Caio na Europa também, o garoto na passagem com a seleção SubJuvenas fez sucesso e deixou uma boa impressão.
postado por Renato às 11:58
comente (0 /)

O Soberano foi até o Maracanã de novo e desta vez para enfrentar o Fluminense.
Até agora 33:00 do segundo tempo e 5x2 para o Fluminense.
Estranho! Voltamos para o segundo tempo apáticos, apagados. Fomos para o vestiário no intervalo com 2x1 para o Soberano e de repente 4 gols em 30 minutos.
O Fluminense sem Fred perde o atacante de área, porém, ganha em mobilidade.
E o Soberano no segundo tempo?
Paulo Miranda e Reinaldo que em outrora foram muito bem na posição, hoje não apoiam e nem defendem. Estão apenas fazendo número em campo.
Antonio Carlos por vezes até me esqueço que está jogando. Lucão afobado com todo esse aperto.
Duas batidas de roupa do M1to, que até nos estranha, porque isso é raro de acontecer.
Paulo Miranda numa bola que era para ele cortar, ele fura e deixa o Lucão vendido fazer o gol contra.
Reinaldo que não apoia, nem defende, deu espaço para o Gordo receber, matar, pensar e mandar uma trivela.
Lucão afobado, como eu disse acima, foi dar chutão numa bola que não era para isso, e acabou fazendo com que a bola fosse parar dentro da área.
Os gols tomados foram em falhas específicas de determinado jogador. Mas vejo um pouco mais!
Vi o Soberano hoje perder no meio de campo, com os laterais pouco ajudando, Maicon e Souza ficaram rendidos. O Fluminense com muito volume de jogo ali pelo meio, apertou muito.
Esperar que Ganso, Pato, Osvaldo e Fabuloso voltem e marquem como defensores é exigir demais. Podem ajudar, mas não fazem essa função com afinco.
Perdendo no meio de campo, criou-se uma distância entre o meio e o ataque, então como dito, no segundo tempo a bola não chegava com qualidade ao ataque para se criar uma jogada eficiente.
Em resumo: Laterais precisam apoiar e dar opções para os meio campistas, tanto para a saída de bola ao ataque quanto para a defesa, com a ineficácia dos laterais, o time adversário sobe e sobe com muita gente, e como eu sempre digo, no confronto direto zagueiros e atacantes, atacantes levam a melhor.
Falhas individuais à parte, perdemos por conta dos laterais.

postado por Renato às 23:55
comente (0 /)

Hoje a imprensa quase não falou do pré-jogo em si. Muito se falou do reencontro M1to x Ney Fraco.
Mais uma vez o M1to mostrou porque mesmo "velho" ainda é o melhor goleiro do Brasil. Falações à parte, o M1to deu um show de boas defesas, aquele dia que podia cair até meteoro, que no gol do Soberano o M1to não deixaria passar. E é assim que ele mostra como é o futebol. Não é com "chororo" na imprensa, não, Ney! Aprende essa!
Em campo com o nosso ataque de milhões, o Maracanã foi carimbado. Além do selo FIFA, tem o selo Soberano, que óbvio é muito mais querido.
Ganso ao lado de Fabuloso, Pato e Osvaldo deixaram a defesa dos urubus catando cavaco.
No último post defendi o Lucão, recusei a compra do Doria, e se a compra for inevitável, que seja o Sebastian Coates então. Mas Lucão, hoje você não fez uma boa partida. Tudo bem que o volume de jogo foi muito superior à estréia, mas ainda assim precisa estar mais ligado. Um detalhe você perde a jogada.
O Soberano deu um show e valeu as estilingadas nos urubus que agora tem um técnico à altura deles. Que aliás para a qualidade deles estão muito bem na tabela.
Para carimbar o dia do nosso 10, aquela bola podia ter entrado, heim? Não o presente do mão-de-pau daquele goleiro expulso das galinhadas, mas aquele que o Ganso tentou por cobertura. Aquela merecia entrar pra presentear o nosso meia com um hat-trick!
Que aliás, um hat-trick em cima do Ney Fraco, faria ele tentar suicídio, porque o que o M1to fez hoje já é suficiente para a depressão dele.
postado por Renato às 21:01
comente (0 /)

Tem-se noticiado o interesse do Presidente Aidar em comprar do Botafogo o Dória.
Zagueiro, canhoto, novo.
Primeiro, a especifidade canhoto, precisa mesmo ser canhoto? Miranda jogava pela esquerda, e é destro. Alguém contesta a habilidade do Miranda?
Segundo, a multa rescisória, R$ 30 milhões.
Um absurdo!
Temos o Lucão que vem da base e no jogo que atuou demonstrou bom futebol. Lembrando que na Seleção Sub-21, o Dória foi reserva do Lucão.
Então porque não valorizar o Lucão e poupar os R$ 30 milhões?
Pensem: Valoriza a base e economiza no caixa.
Por que um garoto da base do Botafogo serve e um da base do Soberano não? Não temos o nosso super Hotel Cotia?
O nosso ilustre Presidente que parece que fala mais que o Juvenal já anunciou para todo mundo que "somos um time comprador". Tiro no pé, né Sr. Presidente? Agora todos os preços para o Soberano vão subir ou se manter lá no alto. Legal!
E outra, quem lembra que anos atrás o Dios Lugano indicou para o Presidente Juvenal o "Sebastian Coates"? Conhecido como Luganito e como Patrón.
Um zagueiro uruguaio de 24 anos atualmente, convocado para a seleção Uruguaia.
Ele hoje joga no Nacional-URU. Viria anos atrás para o Soberano mas o Liverpool (nosso freguês rico) pagou R$ 18 milhões e o levou. Após com problemas de passaporte e regras da Liga Inglesa, ele foi devolvido.
Então porque não investir no Sebastian Coates que possui a indicação do Dios Lugano, ao invés de contratar um garoto que acabou de começar?
O Botafogo já montou nas costas do Soberano, e devem rir até hoje do nosso departamento de futebol. Ou já se esqueceram do Cortêz? Fez um ano bom, o Soberano correu e pagou R$ 7,5 milhões em cash para o Botafogo e quando foi para jogar, o Cortêz foi aquilo lá que vimos.
Então, Sr. Presidente, preste atenção! Cuidado para não pagar mico e depois ficar com mais um estorvo no banco de reservas.

postado por Renato às 16:16
comente (0 /)

O Soberano é mundialmente conhecido pelo CT de Cotia, pela revelação de bons jogadores, sendo que com isto, enche seu cofre.
Mas após o Lucas que nos rendeu R$81 milhões, não temos uma perspectiva de novo astro.
Boschilia é uma esperança atual, mas após seus primeiros jogos deu uma sumida. Culpa do Muricy? Talvez sim, talvez não. Nem podemos dizer que é falta de oportunidade, pois não sabemos o desempenho diário nos treinos. Se um jogador não se desempenha bem no treino, como colocá-lo em um jogo que o nível e o clima são hostis?
Os que tem vindo de Cotia, parecem garotos acomodados, sem gana pela vitória. Pareçe que se forem só figurantes de um elenco vencedor está bom, não necessitam ser protagonistas, não tem interesse em fazer história no clube. Tanto que qual jogador da base que chama a responsabilidade do jogo atualmente?
Rodrigo Caio com suas saídas de bola à la Valber?
É pouco!
O garoto tem que entender que o primeiro de Cotia é o último da Barra Funda. Que então ele tem que dar duro, ralar e querer aparecer. Não se acomodar no banco, se ligar que uma partida se joga no 220v os 90 minutos.
Se essa filosofia não é implantada na cabeça dos garotos desde a base, Cotia virará um belo hotel.
E realmente me parece que essa é uma falha de Cotia, não implanta essa idéia de transformar o bom jogador em superstar, tanto que Lucas até hoje por pouca coisa se inibe.
Estão esperando Zlatan se aposentar para ele vir para Cotia ensinar como é ter personalidade?
E a bronca do Muricy para mim foi mais do que correta! Precisamos parar com essa hipocrisia do politicamente correto e passar a enxergar a realidade como ela é.
E atualmente a realidade é que Cotia está virando hotel!
postado por Renato às 23:32
comente (0 /)

Hoje o Soberano retorna à Alagoas para enfrentar dessa vez o CRB.
Com o elenco ainda com base no ano passado, o Soberano joga totalmente diferente.
Parece-nos que os últimos reforços vieram para acertar, ao contrário do que aconteceu no passado, que se contratava 10 jogadores e somente 2 ou 1 rendia perto do esperado.
Álvaro Pereira até então desconhecido para maioria dos brasileiros foi um deles. Acertou a nossa lateral-esquerda, tanto que contra o Botafogo no último domingo, quando entrou Reinaldo a qualidade por aquele lado foi visivelmente percebida a diminuição.
Boschilia ajudando no meio, se destacou no domingo, se somente elevar o padrão terá apenas esse ano no Soberano e depois é Europa.
Pato com muita movimentação de qualidade no ataque.
Com a saída de alguns jogadores, o elenco, mesmo com a base antiga, se uniu e é o Soberano mais forte dos últimos 5 anos.
Hoje sem Fabuloso enfrentamos o CRB. Espero que já eliminemos o jogo de volta, o Brasileirão começou e seria bobagem prolongar essa fase da Copa do Brasil.
Ademílson será o provável substituto do Fabuloso, e vamos ver como se sai. Porque o Ademílson não joga dentro da área, Pato também vem de fora, então jogaremos sem referência. Uma ótima oportunidade para um ataque veloz com as enfiadas de bola do Ganso.
Aliás, Ganso que deixou a humildade de lado e se disse acima da média. Alguém discorda?
Eu acho que ele está mais do que certo. Tem que se enaltecer mesmo. Eu o critico diversas vezes aqui de forma veemente, porque as vezes ele parece não ter entrado em campo, mas eu gosto dessa postura do cara cheio de marra. Tem que por marra mesmo, bater no peito e falar: "Eu sou o cara!" e chamar a responsabilidade.
Fico irado quando o jogador vem cheio de humildade e fala que vai buscar ajudar os companheiros. Pô, ganhando R$150 mil, R$200mil e até mais, o cara tem que sair de campo arrastado, tem que dar o sangue mesmo, é obrigação, e não mera ajuda.
O Soberano é gigante e hoje tem que atropelar o CRB.
Quero ver como a arbitragem vai reagir, porque contra o CSA a porrada comeu solta. Vários jogadores deles não deviam jogar o segundo jogo, deviam ter sido expulsos no primeiro mesmo, mas com a arbitragem fraca, o Soberano se arriscou em perder jogadores lesionados.
postado por Renato às 09:45
comente (0 /)

Pensávamos que o Muricy daria descanso para o Osvaldo e colocaria Pato em seu lugar. Quem esperava que o sacado seria o Ganso?
Pabón foi puxado para o meio e Pato livre para correr em qualquer das pontas. É a caixa de surpresas de Muricy! E que bom que esse ano ele consegue surpreender, sinal que temos elenco para tanto. Depois de amargos anos sofridos, 2014 temos um bom elenco e ajustado!
Jogo contra o CSA ainda rolando, mas o que se pode ver é que a ausência de Ganso diminuiu a qualidade da bola no ataque.
Fabuloso jogando um pouco longe da área. Pabón bem longe. Pato tentando boas jogadas e Osvaldo que para mim seria o sacado, é o melhor jogador da partida!
O jogo está feio, embora o Soberano vencendo, o árbitro deixou de dar muitos cartões para os jogadores, principalmente do CSA. O Soberano encontra dificuldades em passar pelos volantes violentos do CSA.
O CSA deixou sua proposta clara. Jogar em contra-ataques e parar toda jogada do Soberano.
A opção de Muricy pode ter se baseado mais na força física, por já imaginar que o CSA optaria pelo jogo truncado o que prejudica o Ganso que precisa de um pouco de espaço para jogar, e pela retranca adversária.
Jogo nada bonito.
Osvaldo conseguiu um gol muito bonito, inteligente, mas precisa de mais. Não precisa trazer o bruto de futebol feio do CSA para passear em São Paulo.
Agora Fabuloso deixará o campo para a entrada de Ganso. Mas Pato fazendo o papel do 9? Vamos ver o que acontece. Tomara que o ataque veloz que ficou encontre espaço nessa retranca dos alagoanos.
Quase gol do Pato! Ganso-Pato!
postado por Renato às 23:34
comente (0 /)

Hoje terá a estréia do Pato pelo Soberano contra o CSA-AL lá.
A dúvida é a seguinte: Quem sai para dar lugar à Pato?
Fabuloso não pode ser porque o Pato não joga fixo na frente da área e nem sei se sabe fazer pivô.
Osvaldo retornando à sua boa fase, tem feito partidas excelentes.
Pabón vem dando muita dinâmica ao ataque pelo lado direito e ajudando no meio e na lateral-direita por vezes.
Ou seja, quem tirar então?
Hoje particularmente eu tiraria o Osvaldo, porque embora venha atuando muito bem, é um jogador que corre o tempo todo, e é exigido isso dele em todas as partidas. Corre mais que Pabón, uma vez que o Pabón recebe o apoio constante do Douglas que faz a ala.
O Osvaldo por sua vez, muitas vezes fica só na esquerda, já que nem sempre o Alvaro Pereira tem aval do Muricy para subir ao ataque.
Então sacaria o Osvaldo unicamente para poupa-lo o desgaste das últimas partidas.
Porém, isso gera um problema. Pabón e Pato atuam pela direita, e Osvaldo pela esquerda.
Quem iria para a esquerda no lugar do poupado Osvaldo?
Mesmo não sendo o melhor lugar para ele, eu colocaria o Pabón na esquerda, aproveitando que ele tem um chute forte de longa distância, o que possibilitaria ele cortar para o meio e chutar com mais precisão, e deixaria o Pato na direita.
É o que penso, e o Muricy faz segredo.
Veremos hoje a noite se eu acertei ou não.
postado por Renato às 12:51
comente (0 /)

Muricy: Chegou a hora! Estamos ajudando a gambazada. Mandamos o Jadson, mas hoje ele não pode jogar! O que eu faço?
Antonio Carlos: Professor, eu posso ajudar!
Muricy: Como, meu filho?
Antonio Carlos: Eu marco contra!
Muricy: Mas eu não quero perder! Então faz assim, marque o primeiro para eles, eles ficarão felizes achando que podem ganhar, aí a gente vira! Depois faz mais um contra e empata, eles vão ficar felizinhos de novo achando que podem mesmo ganhar...
Antonio Carlos: Mas aí fica empatado, professor!
Muricy: Hummm, verdade! Peraí... Caioooo, vem cá, meu filho!

Hoje o Soberano atropelou a Gambazada. Mas po, foi 3x2! Peraí, o jogo foi só do Soberano. Mandou no jogo! Posse de bola 63% para o Soberano e 37% para a Gambazada!
Antonio Carlos hoje num dia estranho. Acho que ele já sabia que o Peruano ia sair do clássico por contra própria, sem precisar tomar uma pancadinha e ficou triste!
Mas não tem problema, Antonio Carlos, você fez mais gols decisivos do que nos deu prejuízo. Mas que isso não se repita, hein?
Ganso, caramba, hoje nenhuma caneta? Nenhum chapéu? Só aquele gol na caixa do Frankstein? O Cássio vai dormir de braço esticado hoje tentando alcançar aquela bola.
Outros que vão dormir procurando a bola são aqueles dois gambás que o Douglas driblou antes de passar para o Pábon presentear o Fabuloso!
Não se tem muito o que falar do clássico de hoje. Venceu o melhor! O Soberano dominou de ponta a ponta. Não teve espaço para a gambazada tentar!
No post passado, eu falei que um seria expulso, e acertei, foi o Mano, que vendo os erros que cometeu, preferiu forçar e antecipar sua saída e não ver aquele time-fiasco!
O Soberano montado é outro, né? Pois então.
Agora nos resta o dilema!
Contra o Ituano, vencer e manter o ritmo, ou perder e desclassificar os gambás já na primeira fase? Deixa aí embaixo a opinião.
postado por Renato às 23:20
comente (0 /)

De 6 pontos disputados nos clássicos esse ano, o Soberano somente conseguiu 1 ponto. Serei justo em não criticar o time, pois quando aconteceram o Soberano ainda estava em formação, com jogadores recém chegados que ainda não tinham qualquer entrosamento com os companheiros.
Rodadas depois vemos um Soberano diferente, animador, empolgante. Com jogadores recuperando seu bom futebol e fazendo jus à camisa do Soberano.
Domingo temos a galinhada, que somente melhoraram a fase com uma ajuda do Soberano, afinal, é o Jadson que tem carregado a galinhada nas costas, mas domingo não! Domingo não!
Impedido de jogar por conta do acordo de cavalheiros entre o Soberano e a galinhada, nem Pato, nem Jadson podem atuar contra seus ex-clubes.
Mas sinceramente? Deixem o Jadson jogar! Quero ver o Soberano atropelar o galinheiro inteiro, para depois não ter que ouvir: "Ahhh, mas se o Jadson...".
A bem da verdade é que a porcada e as sereias deram sorte, pois como disse acima, o Soberano estava se montando.
Agora o Soberano está montado e pronto!
Domingo vou rir assistindo a galinhada sair de campo sem dar entrevistas. Mano Menezes tentando por culpa na arbitragem ou inventando uma ladainha qualquer, que é o que ele sabe fazer melhor. Um técnico que nunca foi técnico e sim empresário. Na passagem ridícula que teve pela seleção, apenas tentou valorizar os jogadores da galinhada. Ralf na seleção? É uma piada!
Quero ver Pabón e Osvaldo correndo tanto que deixará a zaga da galinhada tonta. Aposto que um zagueiro da galinha vai ser expulso! Aquele que volta e meia fica bravinho cuspindo penas.. não me lembro o nome dele. Acho que porque ainda não tem história nenhuma. Mas que vai ser expulso vai!
Se o Peruano jogar(ironia um atacante peruano,-tem futebol no Peru?-), Antonio Carlos só uma cotovelada, tá? Pega leve! Mas com a bola no chão, rache todas!
Souza, eu acho que cabe mais um gol daquele estilo 'pelada com os amigos'.
Fabuloso, embora eu tenha jogado bola quando mais novo com o Leo Costa do Rio Claro, essa artilharia é sua! Então, faça uns 2 para se distanciar, ou 3 para esculhambar.
E um apelo a arbitragem, não precisa favorecer o Soberano, nos garantimos dentro de campo, apenas seja correto, porque até o momento o que temos visto contra o Soberano daria um filme de terror, cada falta invertida, penaltis não marcados, cartões não dados. Sejam corretos!
E vamos com tudo!
postado por Renato às 12:08
comente (0 /)

Mantendo a mesma garra do San-São, o Soberano ontem conseguiu bater no retrancado XV de Novembro, conquistando a primeira vitória fora de casa neste ano.
No primeiro tempo, sem muita criação, o time manteve a intensidade, pecando nas armações de jogadas que ficou basicamente em chutes de longa distância e tentativas de bolas alçadas na área.
Dessa vez o Álvaro Pereira não apoiou tanto o ataque, ficando mais pela defesa, e lá ajudou bastante. As jogadas foram criadas mais pelo lado direito, já que Luís Ricardo e Douglas estavam em campo e se revesavam.
Souza e Maicon parece que estão se entrosando e o nosso meio está ficando mais compacto. Com exceção da distância que o Maicon está jogando do ataque, foi muito bem!
Fabuloso no primeiro tempo somente recebeu pedradas, sempre para dividir com o zagueiro ou receber virar e enfrentar os dois zagueiros do XV que não saíram da linha da grande área em momento algum. Cravados na frente da área.
No segundo tempo, aos 10 minutos Muricy sacou o Luís Ricardo e colocou Ganso. Ah, como o banco de reservas faz bem!
O que o Ganso jogou ontem em 35 minutos, ele não jogou nos 360 minutos anteriores. Quem dera ele jogasse com aquela intensidade e criação todos os jogos! Fabuloso seria artilheiro.
Mas ainda não acho que por conta de ontem, que o Ganso deva retornar à titularidade. Penso mais, que Muricy deveria dar uma oportunidade para o Cañete, que tem mostrado muito empenho nos treinamentos.
O Soberano ontem jogou muito bem, o XV de Novembro totalmente retrancado, contando com a velocidade do atacante Cafu, mas que foi seguro pelo nosso lateral-esquerdo e nossa dupla de zaga. Com exceção do gol que foi uma falha coletiva em uma bola parada, o XV não levou perigo.
O time vem mostrando outra disposição. O que é bom, pois há tempos eu não via o Soberano jogando com tanta garra!
E prova que o banco de reservas faz bem, é o Osvaldo que vem melhorando muito seu futebol desde que teve nova oportunidade como titular. E Ganso, por hora, continue ali, no banco!
postado por Renato às 08:49
comente (0 /)

Hoje aconteceu o San-São! Para mim, o melhor jogo desse ano.
Muitos erros juvenis, claro. Passes errados e jogo pegado.
Arbitragem fraca! Mas isso não é novidade!
Foi um belo jogo, lá e cá, como um bom apreciador de futebol gosta.
A diferença no Soberano foi a ausência de Ganso entre os titulares, sendo que Pabón jogou pelo meio.
Não tivemos um meia armador, mas sinceramente, pareceu que não precisamos. O time com muita garra jogou muito bem!
Luís Fabiano fazendo os incrédulos morderem a língua. Correu o jogo todo! Marcou em cima! Excelente!
Osvaldo jogou muito bem! Pabón movimentando o tempo todo, Alvaro Pereira definitivamente um excelente lateral-esquerdo.
Rodrigo Caio muito confiante, com 20 anos e se sentindo Valber ou Miranda. Calma, Rodrigo! Precisa de mais bagagem, meu caro!
Paulo Miranda jogou muito pela direita. Antonio Carlos uma ótima partida.
Souza mandou muito bem!
Maicon meio sumido, mas estamos acostumados à isso! Mas não comprometeu, fez o essencial!
Enfim, que essa garra de hoje se repita em muitos outros jogos.
Apesar do empate, deu gosto de ver o Soberano em campo hoje.
E por que o título é Ganso realmente é banco e eu quase não falei dele? Porque simplesmente não fez falta. Inclusive o time perdeu qualidade quando ele entrou aos 30 do segundo tempo.
É Ganso... Todos se esforçaram, mas você precisa de banco! Correr de perna dura não dá!
E na boa, no primeiro tempo 3 impedimentos marcados equivocadamente pelo bandeira-Fifa, que deve ser sardinha. Eram chances excelentes de gols para o Soberano. E depois no segundo tempo, aqueles 20 metros corridos pelo Osvaldo, salvando a bola e criando uma boa jogada de ataque o bandeira vem apontar que a bola saiu? Faça-me o favor!
postado por Renato às 22:07
comente (1 /)

O Soberano vem jogando mal. Tentativas frustradas de gols, com finalizações bizarras, e as vezes a falta de sorte, ou de treino.
A defesa ainda não se encaixou, Muricy provavelmente tentará Rodrigo Caio como volante, que é sua posição de origem.
Na minha concepção é bom, Rodrigo Caio tem uma boa saída de bola. Terá que contar com a cobertura dos zagueiros, como todo volante conta.
Muitos falam do Lugano, mas lembremos, o Lugano no Soberano era o 5, ele ficava na frente da zaga, cravado, contava com a cobertura dos zagueiros. Não jogava como zagueiro propriamente dito, como joga na Europa. E sinceramente é a melhor posição.
Hoje o Wellington não vem fazendo sua posição. Não fica cravado na frente da zaga para dar o primeiro combate. As vezes penso que o Wellington na verdade quer a camisa 10, no mínimo a 7.
O Wellington subindo, faz com que a zaga fique desprotegida, e atacante batendo de frente com zagueiro toda hora, a diferença de habilidade é imensa, com certeza obterão mais sucesso.
Outro fato, faz com que o time fique inseguro, o meia e os pontas tenham que voltar mais para fecharem buracos deixados em campo.
Sabemos que o 5 é fundamental. Pois o 5 dá o primeiro combate pelo meio, o 5 faz a cobertura das costas dos laterais, e se tiver qualidade, faz a ligação para o 8 e para o 10. Tendo opção ainda de pontas como o Soberano tem, o jogo flui.
Tendo um 5 fixo, primeiro volante de verdade, o segundo volante pode apoiar um pouco mais o meia e os pontas, jogando em conjunto com os laterais, o que abriria mais ainda a marcação da defesa adversária.
Aí o Ganso passará mais bolas, os pontas terão mais espaço com apoio seguro dos laterais e o Fabuloso receberá mais bolas, e não esses tijolos que tem sido passados para ele.
Mas um alerta, Rodrigo Caio se for ser o nosso primeiro volante, seja mais incisivo, e não fique fazendo aquela roubada de bola "escorpião", o penalti a favor dos porcos já mostraram que não é sempre que se deve fazer isso, porque os atacantes são malandros.
Me lembro da sua estréia, num clássico contra a Gambazada, em que em um dos primeiros toques na bola foi uma dividida com o segundo volante deles que você ganhou dando um bico para a lateral e voltou correndo de costas encarando o adversário.
É esse o espírito!
postado por Renato às 12:16
comente (0 /)

Parece que estamos vendo o ano de 2013 novamente no Soberano.
Um time mais pra lá do que pra cá, peças que não se encaixam, o marasmo de anos anteriores.
Parece que o elenco entra em campo com a mentalidade: "Ah, deixa, a qualquer hora fazemos um gol e ganhamos!"
Não estou condenando apenas pelo fato de termos perdido o primeiro clássico do ano. Estou condenando a estréia com derrota para o Bragantino, e as partidas meia boca.
Aí veio o 6x3 contra o Rio Claro. Legal? Obrigação era fazer 6 gols naquele jogo. Lamentável foi ter tomado 3 gols.
Penso que se faz 6 gols em um time, é porque esse time é ou está fraco, e tomar 3 gols de um time fraco? Lamentável!
Nosso novo lateral-direito ainda não estreou? Porque ainda não jogou nada! O novo lateral-esquerdo ao menos é voluntarioso, tem garra.
O meio de campo acho que está indo para o jogo direto da feijoada. Wellington, Maicon e Ganso, isso nunca vai se acertar?
Wellington roliço parece que deixa o futebol em casa. Maicon gira, gira, gira e não progride. Ganso mata a bola, dá chapéu, vão de perna, e toca 3 metros para o lado.
Nossos pontas, Douglas ou Ademílson e Osvaldo, será que sabem o que estão fazendo? Douglas é tipo Forrest Gump, corre cegamente, só corre! Mais nada! Ademílson faz um jogo bem e outro 10 medíocres. Osvaldo. Po*#@, Osvaldo! Suas jogadas em velocidade não colam mais, mude o repertório, agora com um lateral-esquerdo melhor, você tem a oportunidade de ganhar novamente o espaço. Ou como diz o Ilustre Caio Ribeiro: "Voltar a ser aquilo que você nunca foi no São Paulo!" (Idiota)
Agora chega Souza, que foi trocado por um ano pelo Rhodolfo, que inclusive o Rhodolfo só não era bom zagueiro no São Paulo? Em qualquer outro time ele é um excelente zagueiro! É, diretoria, tristeza, hein? Mas enfim, vamos ver o que o Souza pode nos acrescer. E agora também vem o Pabón. Sinceramente? Só vi uns gols no youtube. 5 minutos de vídeo, 4 gols, por todos os ângulos possíveis da face da terra. E PS.: Foi "dispensado" pelo Valência, oitavo colocado do campeonato espanhol, e só tem 28 pontos perto dos 57 do Atlético de Madrid, onde o nosso digníssimo e eterno Miranda joga.
Repito aqui as palavras que disse outro dia à um amigo: "Esse ano o São Paulo vai fazer igual o ano passado. Apenas lutar pra não cair... Mas eu quero estar errado!"
E vamos aguardar.
2015, com nova diretoria, reformulação, é onde tenho mais esperança!

É o que nos resta!!
postado por Renato às 16:09
comente (0 /)

Que ano para o Soberano!
Foi difícil, sofremos muito, mas no fim das contas mantivemos o dito popular de: "Time grande não cai!"
Afinal, com o elenco atual foi ingênuo quem esperava classificação para Libertadores. Eu fui um dos ingênuos! Me deixei levar pela emoção. Mas após a eliminação dolorida para a Ponte Preta, me bateu a real, e vi que na verdade, só pelo fato de Muricy ter voltado e não termos caído, já foi a nossa grande vitória do ano.
Tudo começou com a diretoria fracassada, Presidente golpista sem noção e um Diretor de Futebol que pode entender muito de Porsche, mas no futebol é uma lástima.
Um elenco que não corre e que para mim são torcedores privilegiados, que assistem ao jogo de dentro do campo e vestindo o manto sagrado.
Luís Fabiano, na saída do primeiro jogo contra a Ponte Preta quase disse a boa verdade: "Alguns jogadores aqui merecem estar vestindo a camisa do São Paulo, mas tem..... Vamos esperar o próximo jogo e tentar recuperar o placar." Ele ia dizer que tem outros que não merecem. E quem não concorda? Eu concordo claramente!
Para o ano que vem, espero que apenas um terço desse elenco continue, que o resto seja dispensado, negociado, emprestado ou doado. Não quero um 2014 com um time que anda em campo, que não cria identidade com o clube, que não queira suar a camisa para vencer.
Ressalvando as devidas proporções, eu gosto de ver o Cristiano Ronaldo jogando. É o jogador dos mais bem pagos do mundo, se não o mais bem pago. Marketing, fama, etc... Mas quem viu o jogo Portugal x Suécia e acompanha os jogos do Real Madrid, vê-se que o cara ganha muito e mesmo assim está lá na defesa quando é escanteio para o time adversário, e quando a bola é afastada é ele mesmo quem atravessa o campo voando e ainda faz o gol. Loucura dele? Claro que não. Ele merece tudo que tem porque faz! No São Paulo 2013, quem fez isso? Esse ano vi muito blá blá blá e picuinha para pouco futebol. Isso é uma falta de respeito com o torcedor.
Estava conversando há poucos instantes com meu pai, e até rimos do fato que, quando o Juvenal veta algum jogador no Soberano, ele procura outro time e joga muito. Exemplo de: Kléber Gladiador e Denílson (anos atrás), Josué, Diego Tardelli, Dagoberto, Borges, Julio Baptista, Rodholfo. Desses últimos todos ganharam algo e estarão na Libertadores 2014. E as apostas do Juvenal foram um fiasco.
Dedo podre, hein Presidente?
Quem eu dispensaria? Vamos lá! Douglas, Denílson, Wellington, Ademílson, Osvaldo, Lucas Evangelista, Welliton, Edson Silva, Paulo Miranda, Denis, Clemente, Lúcio, Fabrício. Caramelo, Roni, Silvinho, esses eu nem preciso falar, né?
Fala-se que ano que vem, temos que ter um elenco que corra. Mas vejamos, não basta só correr, tem que ser jogadores que tenham disciplina tática, inteligência, que no mínimo saibam ler o jogo. Que jogue simples, mas seja eficiente. Que entre em campo e se vencer que vibre, e se perder que saia xingando todo mundo e de cara amarrada. Cansamos de ver jogadores que perdem o jogo e saem dando entrevista, falando que futebol é assim e nhe nhe nhe. Porra, se não quiser vencer, se não tiver gana pela vitória, passar bem, meu caro. Aqui não é seu lugar!
Muricy cravou que os reforços do ano que vem, tem que passar pelo crivo dele, jogador que ele indicar, e não à gosto do Presidente. Concordo!
E aguardo os nomes, professor!
postado por Renato às 23:05
comente (0 /)

Hoje contra o Flamengo o Soberano deixou escapar dois pontos. Voltamos com um só! Se não fosse aquele penalti não convertido! Aliás, está difícil fazermos gol de penalti, hein? Hoje o Jadson bateu com uma displicência sem tamanho. Parecia que não queria fazer o gol.
Mas a bem da verdade, não podemos culpar só o Jadson. O time jogou relativamente bem, faltou o gol, as finalizações foram péssimas, ou fracas ou para fora. Em um lance Ademílson que jogou bem, preferiu tentar o golaço ao invés de afundar o pé.
Devo reconhecer que o time melhorou. Autuori agora terá uma semana para treinar, espero que consiga acertar o time e nos tire desse sufoco.
Zona de Rebaixamente não é lugar para o Soberano!
Pensando aqui, chego a conclusão que a seleção faz mal para os jogadores do Soberano, algo que não sei o que é, acontece!
O jogador vai jogando demais e volta chutando côco.
Aconteceu com Hernanes, Richarlyson, Lucas... Hernanes e Lucas depois voltaram a jogar bem, mas Richarlyson nunca mais. Recentemente, Luís Fabiano, Osvaldo e agora Jadson!
Jadson hoje de 20 passes, errou 14. E nem foram de jogadas tentadas, foram passes simples.
A afobação as vezes toma conta, mas já vi uma melhora, e assim a fé volta a tomar conta. A esperança renasce!
Agora é torcer e aguardar!
postado por Renato às 22:35
comente (0 /)

Hoje um revés diante da Lusinha, tomamos dois gols bobos de escanteio. O problema é que não foi uma coisa do jogo de hoje. Quantos jogos nesse ano não tomamos gols de escanteio? É vergonhoso!
Que me desculpem os torcedores que discordarem, mas o M1to está na hora de se aposentar.
Não digo somente pelos dois pênaltis perdidos, mas sim pelos escanteios que ele não sai gol, pelo racha no clube.
Sempre fui muito fã do M1to, ainda sou e sempre serei.
O M1to fez história no futebol brasileiro e quiçá mundial, mas sua hora chegou!
Sigo a opinião que bola que cruza a pequena área é do goleiro. Erros sempre terão, mas a tendência é que se cortem mais bolas do que se erre. Deixar a bola pingar na pequena área é sempre muito arriscado e não pode acontecer.
O elenco parece rachado, é claro que não somos enganados com fotos e breves declarações. O M1to não se dá bem com Ganso, com Fabuloso e outros. Afinal, convenhamos, o M1to tem contrato como todos os outros, porque os jogadores devem ouvi-lo e respeitar como se "patrão" fosse?
Imagine se o seu colega de trabalho que senta ao seu lado no escritório, só por ser mais velho na empresa, fica te dando ordens? É complicado!
Digo que o problema é o M1to, porque antes era Ney Franco, ele saiu, passou a ser Adalberto, que também saiu, Lúcio desagregador de elenco, foi afastado e será negociado, só resta ser o M1to, ou seria o Fabuloso? Porque o resto convenhamos não tem tanta força assim!
E o problema é que assim estamos naufragando sem terra à vista!
Até quando?
Por mais que tenha história no clube, por mais que tenha bagagem, o Soberano é muito maior. Muito maior que ídolo, que presidente, que diretor.. O Soberano "é" 20 milhões de apaixonados, é história nacional e mundial, e não pode ficar em décimo nono no campeonato nacional. NÃO PODE!
Marcelo Portugal Gouvêa, que Deus o tenha foi sábio quando de sua administração, com cautela identificou o que acontecia e foi rápido na tomada de decisões, Gustavo Nery, Rogério Pinheiro, Marquinhos e outros foram demitidos no vestiário, em meio à disputa da Libertadores de 2004. Teve peito, teve culhão! E dali em diante formamos o time de 2005, que serviu como base de estruturação para 2006, 2007, 2008. Mas essa diretoria atual só intervém para fazer nhaca.
Enfim... E agora, o que esperar?
postado por Renato às 22:26
comente (1 /)

Bayern 2 x 0 Soberano.
Mas admito que poderia ter sido mais para o Bayern, se não fosse Rogério Ceni fazendo diversas defesas difíceis. Perdeu pênalti no final. Perdoável, já que impediu pelo menos uns outros 3 gols dos alemães.
O que não dá para entender é como os jogadores gostam de assistir o jogo, deviam virar comentaristas então. Enquanto os alemães se antecipavam na jogada, os jogadores do Soberano esperavam a bola kickar, quase parar para então ir atrás da bola. Esperando bola no pé, com a marcação "cercadinho", sem movimentação. Quem joga assim? Só esse atual elenco do Soberano mesmo.
Ribéry fez a festa hoje! Mas quem estava lá maior parte do jogo, Douglas!
Robben nem foi tão bem, na maioria das vezes Reinaldo conseguiu segurar bem.
Jadson jogou totalmente distante dos atacantes, e eu não entendi o porque.
Wellington, Rodrigo Caio e Fabrício buscavam fechar a meia lua do campo de defesa, porque o meio de campo eles esqueceram e não jogaram por ali.
Osvaldo caiu de rendimento drasticamente esse ano. Engordou!
Dos reservas então, Lucas Evangelista, Silvinho e Lucas Farias deram mais movimentação, mas não fazem milagres.
Enfim, penso que com essa postura de entrar se sentindo pequeno não vamos vencer nenhum dos jogos. E se for para os jogadores ganharem salários do Soberano para assistir o jogo, vou me inscrever também.
Antes eu dizia que o Soberano não estava sabendo jogar sem a bola, e ao que me parece, agora não sabem jogar com a bola também.
Mais raça na próxima!
postado por Renato às 17:32
comente (0 /)

Adalberto Bapstista se foi.. Será mesmo?
Nesta semana foi anunciada a demissão do Adalberto Baptista do cargo de diretor de futebol do Soberano. Agora o cargo será ocupado por um diretor remunerado, e um não remunerado (?).
Pois bem, para o cargo remunerado foi escolhido o advogado Gustavo Vieira de Oliveira, filho de Sócrates e sobrinho de Raí. Raí que aliás se ateve unicamente em dizer que se sentia orgulhoso. Parou por aí!
Em notícias e pesquisas, vi que o Gustavo Vieira de Oliveira, é advogado contratado do escritório do também advogado Adalberto Baptista. Ou seja, trocamos 6 por meia dúzia. É como Dilma e Lula, deixa a parte pública, mas permanece nos bastidores. Sem contar que assim Juvenal Juvêncio continuará com alguém da situação ao seu lado, o próprio Adalberto por intermédio do Gustavo.
E assim a coisa continuará da mesma forma!
Pelo visto, mudanças mesmo só em 2014 com o pequeno MAC assumindo a presidência. E se o M1to se aposentar ao fim desse ano, que seja ele o diretor de futebol da era MAC-Soberano!
postado por Renato às 12:11
comente (0 /)

Enfim Adalberto Baptista tomou vergonha na cara e pediu demissão do cargo de Diretor de Futebol. Cargo este que ele nem deveria ter ocupado, pois não entende do assunto, conseguiu por ser muito amigo do Juvenal, vemos pelo tanto de trapalhadas que fez quando estava na função.
Ele era o mais cotado para ser candidato a presidente no ano que vem pela situação, e agora Juvenal Juvêncio ficou desamparado.
Por outro lado, temos o Marco Aurélio Cunha, que ficou no Soberano de 2001 à 2011, quando por conflitos com o próprio Juvenal decidiu sair.
Sem Adalberto, o clube estuda a contratação de um profissional remunerado para o cargo, que pode não ser são paulino, mas será profissional e esperamos que seja competente.
As organizadas tem levantado a bandeira contra o MAC, por ele ter cantado um suposto hino dos Sardinhas!
E eu pergunto... e daí? Nunca foi segredo que o MAC trabalhou em outros clubes de futebol.
Muito me estranha agora a organizada vir critica-lo e fazer campanha contra. Será que é realmente apenas por ter cantado o suposto hino? E acho que nem era o hino oficial.
Se me lembro bem quando o MAC foi candidato à vereador na capital, embora tenha sido eleito, a organizada publicou em seu site que estavam chateados com os torcedores, pois esperavam mais votos dos sócios da organizada. Ou seja, essa mesma organizada apoiava o MAC, e agora vem me apoiar o Juvenal Juvêncio? Logo tão próximo às eleições? É "ESTRANHO".
Lembreme-nos que quando MAC estava no Soberano, o Soberano tinha uma excelente administração, tínhamos o melhor CT do país, equiparado aos maiores clubes europeus, e no Brasil éramos únicos, tínhamos Turíbio como fisiologista, Rosan como Fisioterapeuta, Carlinhos Neves como preparador físico, tínhamos o REFFIS que também era referência mundial. Comissão técnica fixa.
Qual a vantagem de ter comissão técnica fixa? Simples. A comissão técnica fixa trabalha para melhorar o clube, e não somente aquele elenco com o qual está se trabalhando.
Sem MAC no Soberano, caímos, paramos no tempo e hoje amargamos isso que estamos vendo às quartas e finais de semana, a pior crise da história do Soberano. Um elenco que no segundo tempo morre, não aguenta correr. Isso sem contar jogadores que vão para o REFFIS e nunca mais saem.
Na época de MAC e CIA, me lembro que rompimento de ligamento cruzado que era tratado no REFFIS na mesma velocidade de resfriado. Hoje em dia gases são 4 jogos fora.
Sou contra os VENDIDOS que apoiam o Juvenal Juvêncio (dizem que não apoiam, só não apoiam o MAC... Tá bom!)

MARCO AURÉLIO CUNHA para presidente do Soberano 2014.
postado por Renato às 11:52
comente (1 /)

Após muitos jogos de entristecer qualquer torcedor, finalmente o Ney Franco foi demitido. Estava claro que os jogadores não o queriam mais no comando da equipe. A má vontade era clara. A desorganização maior a cada jogo.
O Ney Franco após a saída do Lucas não encaixou um esquema, e ficou procurando, procurando, procurando um substituto e não encontrou. Claro que não encontrou, e nem encontrará. Cada jogador tem seu estilo, joga de uma forma, não existem dois iguais! Isso é muito óbvio! Cabia ao "professor" arrumar outro esquema e encaixar Ganso junto com o Jadson, e o Aloísio. Mas não, ele insistiu na procura pelo substituto que nunca existiu.
Isso sem contar as inúmeras rusgas pessoais com os jogadores do elenco.
Ninguém entendia o porque do Douglas jogar pela ponta direita, porque tanta troca de zagueiro, muitas coisas ninguém entendia.
Agora com Ney fora, fica o Milton Cruz, que está no clube há anos e conhece bem cada um dos atletas. Mas o Milton Cruz que andava sumido, é sabido. Mesmo ganhando os jogos que ficará à frente da equipe, em momento algum ele assumirá a frente da equipe. Já aconteceu antes! Claro, ele assumindo de vez, quando os maus resultados vierem, ele não retornará para seu lugar anterior. Ele será demitido. E você acha que ele vai arriscar? Claro que não!
Mas digo com propriedade, seja lá qual técnico vier, ele terá seus jogadores preferidos que nem sempre são os mesmos dos torcedores.
Agora mesmo, todos gritam Muricy, Muricy, Muricy... Mas quem não se lembra quando Muricy colocava o Jorge Wagner como titular absoluto. Quando ele não quis Kléber Gladiador que se ofereceu ao Soberano, e diversos outros casos.
É meu amigo, o Ney caiu, eu também quis isso, fiz diversas críticas à ele... Mas mantenho meus pés no chão. Não vou acreditar em passe de mágica. Claro torço para que o próximo técnico se encaixe e faça o time funcionar, mas não espero as mil maravilhas.
postado por Renato às 22:28
comente (0 /)

É o básico de um jogador de futebol profissional o fundamento. Matar a bola, tocar a bola com precisão, saber seu posicionamento, e isso convenhamos que o elenco Soberano tem pecado e muito.
Acompanho sempre a seleção da Espanha, tal como acompanho muito o Barcelona, e vejo que os jogadores tem um fundamento excepcional. Tocam a bola com precisão, matam a bola com frieza, se movimentam.
Quem não se recorda outro dia o Edson Silva matando a bola de canela e a deixando escapar, tendo que fazer falta e por isso acabar sendo expulso? Isso não pode acontecer.
Os espanhóis nisso são peritos. Iniesta ontem contra o Uruguai errou dois passes de 100. Inclusive o narrador brincou dizendo que o Iker Casillas errou mais passes que o Iniesta.
Mas maioria é de lado? Sim, foi de lado, mas é diferente, porque ele toca de lado e se movimenta para receber novo passe, e recebe com a mesma precisão.
Quando digo movimentação, não é o jogador disparar em corrida pela ponta ou pelo meio para receber a bola lá na frente, é apenas dar dois ou três passos para o lado, sair do marcador e já ter condições de receber a bola.
No Soberano o que muitas vezes vemos é o jogador se livrar da bola, manda um "côco" para o outro jogador e aquele que toca, fica parado, estático, como se não precisasse mais fazer parte daquela jogada. Errado!
Outra coisa é a bola no chão. Convenhamos que não precisa ser um gênio para entender que a bola no chão é muito mais fácil de ser dominada do que aquela que vem pingando ou pelo alto. E muitas vezes vemos os jogadores recebendo a bola rasteira e dando aquela batidinha no chão com o pé para tocar a bola e ela dar aquela levantadinha. Isso atrapalha. Não é prático, nem funcional. Pois o jogador que vai receber ao invés de um, tem dois trabalhos.
Assim, penso eu que devemos aprender com a seleção da Espanha e ver que o fundamento pelo próprio termo da palavra, é fundamental.
Vamos melhorar a qualidade de jogo, pensar mais durante a partida e as coisas vão melhorar.
postado por Renato às 11:28
comente (0 /)

Ontem em Porto Alegre o Soberano deixou novamente escapar 2 pontos. Ganhamos 1 pelo empate, mas os 3 eram certos!
Novamente em bola parada tomamos um gol. Embora que para mim o Kléber estava impedido, e o bandeira tinha total condições de ter visto isso, pois estava com a visão por trás dos jogadores.
A bem da verdade, foi que não entendi o porque de tomarmos sufoco no segundo tempo. Parece que o time parou. O esquema tático continua não funcionando. Aliás, qual esquema tático?
O empate de ontem, acaba segurando o Ney Franco no comando do Soberano, afinal um empate fora de casa contra uma equipe relativamente forte, não é mau resultado. (Mas para mim foi!)
E assim seguimos nossa jornada com um técnico que não encontra o jeito de jogar. Continuaremos passando apertos por não termos um esquema tático definido. E somamos mais um gol sofrido de bola parada.
Penso eu que tudo isso é reflexo de um treinador indeciso. Falta treino tático. Organização! Escanteio ou bola parada para alçar na área não é apenas juntar todo mundo e afastar a bola. Cada um tem o seu posicionamento. Fica responsável por determinado setor. E não temos visto isso!
Agora ficaremos um mês parado. Espero que nesse mês, o Ney Franco, já que irá ficar no clube, pense, repense e encontre uma maneira de por o time para jogar.
E que a indecisão pelo futuro do Fabuloso seja encerrada. Ou vai de uma vez ou não vai. Em cima do muro é que não dá para ficar!
postado por Renato às 09:29
comente (0 /)

Já é algo implícito no futebol mundial, que quando os jogadores não querem o técnico no comando, jogam mal para que o mesmo seja mandado embora. Claro, afinal o treinador é a peça mais barata de todo o baralho. No SPFC foi assim com Ricardo Gomes, Leão, Muricy, e agora com o Ney Franco!
O problema disso é que a torcida paga por isso. Vemos o time jogar mal, perder, ficamos frustrados com os jogadores, porque afinal torcedor não se importa muito com o relacionamento entre elenco e comissão técnica e diretoria. Torcedor quer ver show, espetáculo, sentir a alegria de ver o seu time voando em campo e vencendo partidas, assumindo a ponta do campeonato que disputa.
O Soberano não vem jogando bem desde antes da metade do Paulistão. Essa é a verdade! Fizemos a pior Libertadores de toda a história. E vemos que os jogadores não vem se empenhando, exceto os que acabaram de subir da base e querem garantir seu lugar no elenco.
Outra verdade é que o Ney Franco não conseguiu engatilhar um novo esquema. Parece que até hoje, quando deita pra dormir chora a ausência do Lucas. Porque sem ele parece-me que o Ney travou. Não consegue mais montar esquema, fica procurando outro jogador para por ali na ponta direita para fazer o que Lucas fazia. Mas não é assim que funciona!
Os jogadores com certeza tiveram a mesma percepção, afinal eu não estou falando nenhuma novidade, e não estão gostando dessa psicose do Ney pelo "esquema Lucas" até os dias de hoje, por isto o querem fora. Só que nenhum time manda técnico embora em boa fase, por isso jogam mal, não se esforçam e fazem papelões como o de ontem a noite no Morumbi.
Racionalmente falando, entendo o lado dos jogadores, querem renovar. Mas como torcedor fico com o coração dolorido ao ver o time jogando sem ímpeto, sem gana e vontade de vencer.
Assim, peço à diretoria que pare de bancar a permanência do Ney e faça logo a alteração. Não precisamos esperar até nos afastarmos da ponta para que a mudança seja feita.
E lembrem-se, até Felipão foi boicotado no Chelsea, Luxemburgo boicotado Real Madrid.. Então demitir o Ney Franco por esse motivo, não será vergonha para ninguém.

postado por Renato às 12:09
comente (0 /)

Começou o jogo, o Soberano num início arrasador, indo para cima com tudo, jogando redondinho e o Atletico-MG perdido em campo, sem saber o que fazer para segurar o Soberano.
O Jadson marcou o gol! 10 minutos de jogo! Empolgação a mil! Pensei: "É hoje, ganhamos a vaga no primeiro jogo!"
Aloísio se machuca no lance do gol, sai de campo chorando, lamentando, o que demonstrou a raça e o ímpeto de vencer.
Entrou Ademílson em seu lugar...
Opa, peraí! Ademílson? Garoto, sem experiência, num jogo de pura pressão, casa cheia! Sim, é o único que tínhamos. Por que? Porque o Sr. Luís Fabiano nos fez o favor de ser expulso com o jogo acabado, e ainda tomou 4 jogos de suspensão, aí entrou Aloísio que é seu reserva e que por uma infelicidade se machucou. Então põe o Ademílson mesmo, né?
Um lance que os mais otimistas diriam que o Ganso deu a assistência com as costas. Cara a cara com o goleiro e o Ademílson, perde! Mais dois lances que o Ademílson não marca.
Aí era hora do show do Lúcio, que vinha fazendo uma boa partida. Mas como naquele jogo contra o Guarani da Capital, ele teve seu momento de garoto de base ou de jogador de campinho de terra... Foi expulso! Nem parece o Lúcio campeão mundial com a seleção, capitão, xerife!
Aí a coisa ficou feia!
Ficamos sem atacante de referência para segurar os volantes do Atlético e vieram todos para cima, numa blitz, num lance de escanteio o Dentuço fez um gol, que na minha opinião era para o M1to ter pulado.
No segundo tempo parece que o time que entrou em campo era outro, irreconhecível! Tomamos um abafa de todas as formas, jogando toda responsabilidade no Osvaldo para correr, e aí me vem o querido Douglas... que eu não sei o que ele faz que o Ney gosta tanto.
Tomamos o gol da virada e aí já não existia mais forças com um a menos para revidar.
A primeira batalha foi perdida. Ainda temos a segunda lá no Independência!
Mas rogo que o time jogue como jogou o jogo da classificação e o começo do jogo de hoje. Assim poderemos fazer os 2x0 lá!
O problema é... Zaga desfalcada e sem reserva no ataque, já que Ademílson não se mostrou pronto para uma Libertadores.
Bem provável que teremos Douglas na direita com Paulo Miranda no centro. Enfim... Problema do Ney! Queremos o resultado!
E sinceramente, nem sei se devo culpar o Ney Franco diretamente, porque o esquema que ele montou no início do jogo, estava perfeito, mas tivemos as proezas do menino Lúcio e a zica contra a gente. Afinal, Aloísio e Rhodolfo saíram por lesões.
Agora é esperar uma semana e ver o que dá... sempre com Fé!
E uma ressalva é Ganso e Jadson jogando juntos. Gostei.. Hoje jogaram muito bem e mostraram que podem estar em campo juntos! Eu era cético quanto a isto, mas mordo a língua!
postado por Renato às 23:50
comente (1 /)

O Soberano confirmou participação na Copa Audi.. O que me leva a concluir que bateremos nos alemães duas vezes.
Em 1992, ganhamos o mundo vencendo espanhóis. Em 1993, italianos e em 2005 os ingleses. Dos países que possuem um futebol de maior relevância só nos faltam os alemães, e será este ano. E por duas vezes!
Em dezembro, o Soberano se apresentará no Marrocos, provavelmente os alemães também, não creio que o Barcelona (nosso freguês) passe pelo Bayern. Só falta definir qual dos alemães acrescentaremos na lista de fregueses, Bayern ou Borússia.
Independente de qual seja.. é o que nos falta.. Ganhar o mundo em cima dos alemães, assim a soberania tricolor ficará sedimentada por toda história.
Aí ano que vem pode ocorrer uma zebra e pegarmos o PSG, no Mundial de Clubes, e reencontramos o Lucas por lá.
Aliás, em 2013 podemos aumentar o número de títulos internacionais, sendo Libertadores, Mundial de Clubes, Copa Audi, Suruga e Recopa.
Que venham todos!
postado por Renato às 13:40
comente (0 /)

Ontem contra o Penapolense foi sofrido! Acabamos vencendo por conta de um gol contra do zagueiro deles. O time foi apático, parecia se poupar para a grande quinta-feira no Morumbi de casa cheia.
Admito que Fabuloso colocou duas bolas na trave, mas também o M1to tomou uns sustos, inclusive do Sérgio Mota, cria do Soberano que não se firmou em lugar algum.
Douglas ontem entrou e é inacreditável como foi improdutivo. João Schimidt e Rodrigo Caio também não fizeram seus melhores jogos. Mas tudo bem! Passamos!
Do uniforme vermelho, eu gostei! Embora na TV tenha ficado um pouco ruim, porque pareceu um uniforme de treino, quando mostrava o jogador de perto achei bonita a camisa. É uma camisa comemorativa, diga-se de passagem! E aos críticos, paciência! Os outros times fazem camisas azul pijama, verde marca texto, vinho defunto e cinza cimento e aí vêm reclamar da vermelha do Soberano? Isso me parece mais dor de cotovelo do que uma crítica real. Enfim...
Ontem passamos pelo Penapolense que veio para garantir o empate, e temos basicamente dois clássicos para ganharmos o Paulista-13.
Temos também a fase decisiva da Libertadores, o mata-mata.
E eu digo que acredito nos dois títulos. Assim como em 2005, que vencemos Paulista, Libertadores e Mundial, por que não esse ano?
O elenco do Soberano é forte. O jogo de ontem mostrou apenas que naquele jogo não precisávamos de força total para passarmos de fase. Jogamos o que tinha que jogar para avançar. Nada mais!
E outra, para vencer um jogo, ganhar um campeonato, não precisamos de goleadas fenomenais, embora que se tiver o futebol fica mais bonito e agradecido, mas 1 a 0 em cada jogo é o suficiente. E o que importa é o caneco no final do campeonato.
Este ano é a despedida do M1to. E eu acredito que essa despedida será feita com chave de ouro!
postado por Renato às 10:58
comente (0 /)

Conseguimos!
No post anterior eu disse que acreditava! Assim como milhões de torcedores São Paulinos, e o Morumbi encheu. As emissoras de TV devem ter atingido um dos maiores picos de audiência do ano. Foi muita fé, muita força para o Soberano. Muita expectativa!
O Soberano jogou ontem com a nossa cara de Libertadores. Jogou na raça, correu, marcou, lutou, e ainda fez uns lances bonitos. Deu certo!
O Patético Mineiro não teve chance, sofreu um abafa que fez o Ronaldinho Gaúcho esconder aqueles dentes horríveis. Inclusive, ô bicho maldoso! Tomou uma marcação forte do Wellington e depois fez uma falta em cima dele e deu-lhe um pisão. Merecia cartão!
O elenco está de parabéns! Todos!
E ontem o Ganso que estava no seu futebol de toques para os lados, conseguiu achar o Osvaldo partindo pela direita e fez um belo lançamento.
O futebol apresentado ontem, será o mesmo que será apresentado no mata-mata. Eu acredito!
Confio no Soberano que sempre que teve muita dificuldade para classificar, voou no mata-mata.
Então eu já espero comemorar o título da Libertadores 2013, e de 11 a 21 de dezembro, estaremos no Marrocos para jogar o mundial de clubes contra o Real Madrid (que eu acho que esse ano leva a Champions League).
E a CONMEBOL tentou derrubar o Soberano mas não conseguiu. Escalou árbitros fracos que não foram justos, e ainda suspendeu o Fabuloso por quatro jogos.
Mas ficou o recado.. Somos maiores do que vocês!
postado por Renato às 11:32
comente (0 /)

Faltam dois dias para enfrentarmos a nossa maior batalha no ano. Não por ser uma final de campeonato, mas por valer a nossa classificação.
Os jogadores se pouparam no final de semana, hoje o Ney já fechou os treinos.
Qualidade técnica o time tem, embora pareça desentrosado, nós sabemos do que nosso elenco é capaz.
Assim, peço humildemente aos torcedores do Soberano que apoie o time, passemos força ao elenco, tenhamos fé e confiemos.
Como disse no último post, se passarmos para a próxima fase, o título será nosso.
Batalhamos para retornar à Libertadores e não vamos a entregar de mão beijada assim.
Rumo ao Marrocos!
Eu acredito!
postado por Renato às 11:31
comente (0 /)

Precisamos fazer contas, depender de resultados de outros times para classificar para a Libertadores. É uma tarefa difícil, mas não é impossível.
Contra o Galo jogamos bem, tivemos a infelicidade de cair no "conto da água", fora isso, o time jogou muito bem. O problema foi contra os times mais fracos.
Ganhamos do The Strongest, empatamos e perdemos para o Arsenal de Sarandí, e perdemos para o the Strongest. Aí a coisa ficou feia! Agora precisamos ganhar do Atlético-MG e torcer para o Arsenal vencer o Strongest.
O problema é que o Atlético-MG é o time com melhor campanha até o momento. E o outro problema é que o Arsenal de Sarandí tem hoje 4 pontos, ganhos justamente em cima do Soberano, não conseguiu sequer empatar com mais ninguém da chave.
É meus caros colegas, a situação está complicada.
Precisamos ganhar do Atlético-MG, e torcer para o Arsenal vencer o Strongest. Se empatarem, precisamos golear o Atlético-MG.
Mas eu digo, que em todas as Libertadores que o Soberano fez a melhor campanha da primeira fase, não fomos campeões. Fomos campeões nas que sofremos para classificar. O time veio para a fase de mata-mata revigorado. Por isso acredito que se tudo der certo e o Soberano classificar, vamos ser Campeões! E todos aqueles que criticam o elenco, vão morder a língua. Inclusive eu mesmo que sou sincero ao dizer que já critiquei meio elenco e técnico.
Vamos torcer e ter fé!

PS.: Todos criticando o Rodrigo Caio. O Thiago colocando ele como bola murcha, mas convenhamos, o garoto não é lateral-direito, e outra, o árbitro completamente sem critério, deu o segundo amarelo para o Rodrigo Caio por conta daquela falta besta na lateral, e em seguida, o jogador do Botafogo acertou um carrinho muito forte no Douglas e recebe também só o amarelo? Era para ter recebido o vermelho direto então esse tal jogador do Botafogo. Mas arbitragem ruim, sem critérios, como sempre tem sido por todo o país. Uma vergonha!
postado por Renato às 14:36
comente (1 /)

Começaram-se novamente as intrigas, puxa daqui, fala de lá.
Conhecemos esse discurso dos jogadores.
Ney Franco está em crise com o elenco, isso é inegável. Com a torcida então nem se fale.
Quando Leão comprou a briga de Paulo Miranda, o elenco até então para a imprensa dava total amparo ao Leão. Assim como com Muricy Ramalho.
A verdade é o seguinte, o time não apresenta consistência, os jogadores sabem disso, alguns parecem que já começaram o corpo-mole. O Ney não tem mais o elenco na mão.
A liderança de Ney no Soberano sempre foi algo a ser questionada. Quem não se lembra de tempos atrás, quando alguns jogares questionavam o fato do Éder Paixão falar mais com o elenco do que o Ney Franco, inclusive era o Éder que comandava os treinos. Isso gerou dúvidas acerca da capacidade de liderança, e que está se refletindo hoje. Parece que Ney não tem conseguido lidar com isso.
Assim, penso eu, iniciados os discursos em "apoio" ao "professô", depois de momentos de bronca por todos os lados, jogadores para técnico e vice-versa, acredito que os dias de Ney Franco estão contados. E mais, penso que Ney sequer faria parte do Soberano caso o Soberano avance para o mata-mata da Libertadores.
E se ficar, é só até ter algum nome de peso disponível no mercado.. o que no atual momento, não tem!

postado por Renato às 23:05
comente (2 /)

Hoje fui surpreendido com a escalação do time. Cortês não jogou, Osvaldo também não, Lúcio ficou de fora! Talvez pela Libertadores, embora o próximo jogo seja só no mês que vem!
Carleto na lateral eu achei muito bom. Prefiro Carleto à Cortez. Mais raça, mais gana, mais ênfase nas jogadas.
E Rodrigo Caio na lateral direita? Não! Eu sou contra Rodrigo Caio na lateral direita. O garoto não é lateral, embora faça bem a função. Mas logo mais erra e perdemos um jogo, e crucifica o garoto. Já aconteceu, não quero isso de novo!
Wellington e Denílson no meio estão numa má fase.
Mas tirar Wellington e colocar Douglas? Tudo bem que Douglas deu o passe para o Fabuloso marcar, mas e se não? Ficaríamos com o nosso meio aberto, correndo o risco de contra-ataques.
O que me estranha é que temos banco. Lucas Farias, Henrique Miranda, João Schimidt, Rodrigo Caio, Ganso, Maicon, Aloísio, Cañete. Então por que tanta improvisação?
Mas são garotos ainda, não tem experiência. Se não colocar no Paulista, vai colocar quando? Esperar um dia voltarmos a ter aquele Torneio Rio-São Paulo?
A nossa zaga ainda parece meio falha, temerosa. Penso que falta aquele volante camisa 5, que crava a chuteira na frente dos zagueiros e rasga. Como Lugano fazia em 2005. Com certeza deixava mais seguro, dava o primeiro combate.
E temos um time técnico, sim! Muito bom! Embora somente o Mestre Telê tenha sabido fazer isso com maestria no Soberano. Mas as vezes é preciso dar chutão, aliviar pressão.
No final do primeiro tempo hoje, tomamos um abafa, que talvez uns chutões para frente resolveria.
Manda lá para frente, recompõe o meio e laterais, e se vierem para cima, terão de passar por todo o Soberano de novo.
Fabuloso hoje marcou e não comemorou. Problemas pessoais. E imagino o que ele deva ouvir dentro do campo e da própria diretoria. Não deve ser fácil! As vezes precisamos deixar o lado torcedor um pouco fora e ver com o lado humano. É difícil, torcedor é sangue quente, mas é necessário.
Enfim, continuamos líderes do Paulista. Mas ainda precisamos melhorar... E VAMOS!
postado por Renato às 20:09
comente (0 /)

Alguém conseguiu entender o que o Ney tentou fazer hoje? Difícil, hein?
Lúcio na lateral direita, Douglas na ponta direita. Denílson em péssima partida.
Quando terminou o primeiro tempo eu pensei.. Vai sacar o Edson Silva, trazer o Douglas para lateral-direita (fazer o que?), colocar Wallyson. Sacar Denílson e colocar Ganso.
Mas ficou uma confusão tão grande no segundo tempo que acabei me perdendo.
Ficou claro que com as alterações que o Ney fez no segundo tempo, o time ficou ainda mais perdido que no primeiro tempo.
Não podemos jogar toda a responsabilidade em Jadson e Osvaldo para criar e marcar para o time inteiro.
Tomamos um abafa do Arsenalzinho que foi triste.
Esse Arsenalzinho não tinha nenhum ponto antes de jogar contra o Soberano, agora tem 4.
No post passado, eu disse que o Ney tinha chegado no seu limite, que não teria mais capacidade de movimentar o Soberano e reorganizar tal como terminamos o ano passado.
E a insatisfação do time? Mais claro que isso, impossível!
No último jogo Ganso já saiu descontente, e hoje, o Lúcio.
Os jogares sentem a indecisão do técnico, que parece não saber mais o que fazer.
Infelizmente parece que estamos entrando em crise. Não me surpreenderá se começarmos a perder alguns jogos até a queda do Ney. Assim foi com o Leão!
O pior é a tristeza de nós torcedores, de ver o time que mais jogou Libertadores correr o risco de ficar já na fase de grupos. Lutamos tanto para voltar à Libertadores e sair assim é decepcionante.
O esquema tem que ser bem bolado. Ganso tem que receber a bola de frente para o gol. Jadson não pode voltar tanto para buscar a bola. Rodrigo Caio embora jogue bem na lateral-direita, ele é volante de ofício, então não pode ser queimado assim. Cortez e Douglas não podem continuar como titulares absolutos. Denílson já não está mais com a cabeça no Soberano, sabe que terminará o ano na Inglaterra. A zaga tem que ser organizada, definir os titulares.
Apesar dos pesares, hoje tivemos a má sorte. O goleiro do timezinho de lá, estava defendendo todas. Algumas inacreditáveis! Assim como o M1to também fez uns milagres.
E agora temos o The Strongest lá na altitude, e o Atlético-MG embalado no Morumbi.
O bom é que temos quase 3 semanas, até o próximo jogo. Então se tiver que fazer algo, que seja logo. Não pode ficar como está!
postado por Renato às 00:21
comente (3 /)

Hoje enfrentamos o fraco Arsenal de Sarandí fora de casa. E creio que esta será a última chance do Ney Franco em mostrar que consegue montar um Soberano consistente, sem Lucas.
Em 2013, o Ney Franco não conseguiu dar sequencia ao time, parece que Lucas foi para Paris e levou a inteligência de Ney Franco na bagagem.
Engraçado é que o "expressinho" no Paulistão tem se mostrado bem eficiente, e na hora do coletivo, coincidentemente quem organiza o time reserva é o Edson Bastos, assessor do Ney Franco.
Será que Ney Franco merece o mérito da Sulamericana-2012 ou ganhamos por conta do Lucas?
Pelo que vemos até o momento parece-nos que foi por conta do Lucas.
Não entendo esse apego que os técnicos tem por certos jogadores, e não os tira por nada nesse mundo.
Na época do Muriçoca era o Jorge Wagner, que só batia escanteio no primeiro pau e rasteiro ainda. E agora o Ney com seus laterais que não fazem nada, não apoiam, não defendem, não ocupam espaço. Aliás, algo que fazem é a torcida passar raiva.
E olha que temos banco para essas posições: Lucas Farias e Carleto. Os dois que voam, correm até a linha de fundo e cruzam para área, voltam correndo para marcação e marcam de verdade, e dão carrinho. Sim, carrinho! Porque os nossos laterais "titulares" saem de campo com o uniforme limpo.
O Atlético-MG ontem garantiu a classificação para as oitavas, e hoje é a nossa chance de correr atrás.
Penso que se não sairmos com os 3 pontos hoje, devemos mudar o técnico, e olha que nem sou muito a favor de ficar mudando de técnico, mas está ficando evidente que Ney Franco chegou ao seu limite.
E por alguns comentários vagos que andei vendo, dizem que o nome cotado pela Diretoria é o do Mano Menezes. Alguém confirma?
postado por Renato às 09:22
comente (0 /)

Em todos os jogos a história tem se repetido. Perdemos o jogo no meio de campo, e o problema são as laterais. Sim, as laterais!
O Cortês há tempos não vem se apresentando bem, inclusive eu me pergunto o que ele ainda faz como titular? Porque não o Carleto?
Do outro lado, temos o Douglas, que tem se mostrado com dificuldade até em passes curtos.
E isso mata o Soberano. Por que?
Porque tendo dois laterais em péssima fase, faz com que nossos volantes deixem o meio de campo para fazer as devidas coberturas, e mais do que simples coberturas, façam a marcação no lugar do lateral. Com isso, o nosso volante, seja o primeiro ou o segundo, tem que ficar cobrindo e deixa o meio aberto.
Deixar o meio falho, acarreta em problemas.
Primeiro, o Jadson ou o Ganso não recebem bolas com qualidade para deixar o Fabuloso ou Cristiano Osvaldo em jogadas fáceis para marcar, pois eles tem que vir até quase a linha de zagueiros buscar a bola, o que faz com que a marcação do time adversário se adiante, e sejamos prejudicados na criação de jogadas.
Segundo, em contra-ataques contra o Soberano, os volantes fechando as laterais "vazias" deixam espaço pelo meio, o que faz com que os nossos zagueiros tenham o embate direto com os atacantes do time adversário, o que acarreta em sérios riscos à tomarmos gols e expulsões.
E qual a solução, Sr. Sabe Tudo?
Não é a primeira vez que falo isso, e nem que vejo algo sobre. É muito claro para nós torcedores, e apenas o Ney que não enxerga isso. Coloque Lucas Farias e o Carleto. Resolve? Eu creio que sim... mas pior do que está, vai ser difícil.

E por sinal, eu sempre falo do Rodrigo Caio, hein? E olha lá o futebol que o garoto tem jogado!
postado por Renato às 11:21
comente (4 /)

Às vezes acho que a diretoria do Soberano é ingênua demais. Para não dizer outra coisa.
Sabe que a mídia polemiza tudo. Que em cima de qualquer declaração eles sensacionalizam para virar manchete. Mas ainda assim algumas declarações são feitas.
Parece que a diretoria adora aparecer, e aí fica dando essas brechas.
O Jesus Lopes não tem nada que ir e opinar em rede nacional acerca do que ele acha do time. Isso é assunto de vestiário. Está descontente, vai lá e dá a bronca.. no vestiário. Usar da mídia para qualquer declaração é um risco imenso, desagregador de grupos, etc...
Ainda, se o time está perdendo, ou com uma campanha muito ruim, que nada mais dá certo, ir ao ar e reclamar, é até aceitável. Mas do jeito que estão as coisas, ir e dar qualquer declaração pejorativa na mídia, é pedir para começar desentendimentos.
Agora vem falar que o Juvenal não o repreendeu pela declaração? Vai dar continuidade na coisa? Quer ver quem tem mais culhão? Pare com isto! O Soberano é muito maior. Você partirá dessa, e o Soberano continuará, então para que este tipo de coisa?
O grupo está fechado, retomando o pique após a ausência de Lucas, não precisamos de críticas deste tipo da diretoria. Torcedores reclamar, tudo bem. É o normal. Mas diretoria? Por favor. Deixe o grupo trabalhar em paz. O clube tem que ser 'uno'.

E sobre outra polêmica, alguém sabe se houve ou haverá alguma punição para o Tigre-ARG, pelo não retorno na final da Sulamericana do ano passado? Porque o Soberano pagará sua punição amanhã e jogará no Pacaembu.
postado por Renato às 15:09
comente (0 /)

Já faz algum tempo que volta e meia ele joga de titular, ou então entra no segundo tempo e mostra que tem qualidade.
Em um jogo contra o Santos em que começou como titular e acabou sendo expulso no segundo tempo, o crucificaram por isso.
Mas quem se lembra irá concordar, que naquele jogo o Rodrigo Caio estava marcando o Neymar, que estava no auge da explosão, jogando muito. Atuando pela lateral-direita que não é sua posição de ofício, Rodrigo Caio fez bem. 12 desarmes no Neymar, mas como sabemos que o Neymar é um bom cavador de faltas e expulsões, Rodrigo Caio foi a vítima da vez. Uma expulsão injusta naquele jogo.
E quem ainda se lembra da estréia? Num jogo contra os gambás, ele entrou no segundo tempo, mas o que desde a estréia me marcou foi o fato de nesse jogo, o primeiro dele como profissional, ele entrou numa dividida com um jogador meio-campo dos gambás, rachando, acertando o outro jogador, deixando no chão.. e voltou correndo de costas, encarando. Isso sim é atitude de guerreiro, de alguém que não arreda o pé na dividida, que joga sério e com raça.
Peca ainda algumas vezes pela falta de ritmo, não joga sempre.
Mas ao meu ver, esse garoto está quase pronto para assumir a camisa 5, que hoje é de Wellington.
Wellington estilo pitbull, mas que nos últimos jogos tem decepcionado, não sei o porque. (Exceto naquele que o Ney Franco o colocou no segundo tempo, dito no post anterior. Fez um segundo tempo, impecável)
Mas o Rodrigo Caio tem seu estilo próprio.
Marca forte, tem uma ótima saída de jogo, calmo, guarda bem a bola, sem contar a pontinha de futsal que corre nas veias... ainda mais quando está protegendo próximo a lateral, que protege o avanço do outro jogador, colocando a perna de lado e baixando o corpo. Se me recordo é "escorpião" que chama essa roubada de bola. Eficaz. Hernandes usou muito quando defendeu o Soberano.
O garoto tem um estilo de saída de jogo muito bom, velocidade na retomada da bola, segura e solta o jogo conforme o ânimo da partida.
Eu arrisco em dizer.. esse garoto será o futuro Zinedine Zidane.. e o melhor.. cria nossa... CFA Cotia - Sempre um passo à frente.
Algum outro garoto da base que ainda está no Soberano e que tem muito futuro? Já deixe registrada a sua 'aposta'.

postado por Renato às 00:08
comente (0 /)

O jogo contra o São Caetano pode ter sido um divisor de águas do Soberano em 2013.
Rogério no gol é incontestável, sua titularidade é garantida até que decida se aposentar, o que espero eu que se ocorra lá por volta de 2020.
A lateral-direita sofre, Paulo Miranda que no ano passado terminou jogando muita bola, esse ano não mostrou o mesmo futebol. Douglas então, não acertando passes de 4 metros, muito menos conseguido defender e apoiar com efetividade.
Lúcio mostra segurança, mas ainda precisa se adaptar mais ao futebol brasileiro.
Tolói e Rhodolfo encontram-se no mesmo nível, na minha opinião são muito bons zagueiros, poderia-se até a pensar em um esquema 3-5-2 futuramente.
Carleto entrou contra o São Caetano em fez em pouco tempo o que o Cortês não fez em diversos jogos. Marcou com raça, avançou até a linha de fundo e deu um bom apoio ao Osvaldo na ponta esquerda.
Wellington foi sacado da titularidade no último jogo e o Soberano sentiu. Tomamos dois gols relâmpagos, a virada, porque Maicon e Denílson sobem mais e deixaram a zaga desprotegida. E atacante mano a mano com o zagueiro, certamente levará a melhor. Wellington entrou no jogo e deu segurança para a defesa, a partir daí o time pressionou com mais força o São Caetano.
Denílson um ótimo segundo volante, mas as vezes quer fazer demais, viradas de bola em oportunidades equivocadas que acabam dando contra ataque ao adversário.
Jadson, indiscutivelmente muito melhor que no ano passado, busca a bola, marca mais, e auxilia bem o ataque, sem contar os gols.
Osvaldo ou melhor Cristiano Osvaldo, tem sido fundamental ao ataque, começando o ano com gols e muitas assistências, tem dado muita mobilidade e criado ótimas oportunidades, merecia o seu gol contra o São Caetano, uma pena ter falhado nas finalizações.
Fabuloso, na minha opinião o melhor centroavante do Brasil, faro de gol, briga, busca a bola e define demais. Uns jogos tem passado em branco, mas qual atacante não tem lá seus jejuns ?
Cañete, o argentino embora tenha sido expulso bestamente no penúltimo jogo, tem mostrado capacidade para assumir a ponta direita. Claro, não com a mesma qualidade do Lucas, mas com outras características como: segurar a bola, dribles curtos e longos, propensão à jogadas ofensivas.
É o que eu acho, um time mais redondo e entrosado a cada jogo.

Qual seria a sua escalação ideal?
postado por Renato às 22:58
comente (1 /)

Hoje o Soberano jogou na Vila Belmiro, diferente do que estamos acostumados, jogou com 2 meias e a partir de determinado momento, com 3 meias.
A bem da verdade com a entrada do Cañete, como em outras partidas, o time melhorou, pois ele tem uma postura de carregar a bola, ir para cima, dribla, usa o corpo, joga bem... merece mais chances.
E o Ganso?
Como eu havia dito em postagens anteriores, para mim o Ganso é terceira opção.
Ainda não tem preparo físico para alta intensidade nos 90 minutos, muito menos 90 minutos 2 vezes por semana, o que já o exclui da titularidade.
Outro ponto é o jogo em si, é inquestionável que ele tem bom domínio, bom toque e tem dado alguns dribles.
E é esse o ponto que está complicando.
O Soberano desde o ano passado encontrou uma maneira de jogar que se baseia na velocidade do ataque. Jadson custou mas se encaixou e hoje tem jogado muito, auxilia ataque e defesa.
O Ganso toca a bola e não dá continuidade na jogada, não corre junto para receber a bola de volta mais para frente. Não marca, correr atrás do jogador convenhamos que não é marcar. E não tem finalizado de fora da área.
Assim, a meu ver, ele não tem condições de entrar como titular do Soberano. Não digo que o quero fora do clube, mas como titular por hora não pode ser.
Com o tempo, com mais entrosamento, e se adaptando a maneira de jogar do time, pode ser que ele venha a se adequar e acresça ao Soberano.
Mas por enquanto, não!
postado por Renato às 20:16
comente (0 /)

Hoje foi anunciado o empréstimo do Casemiro ao Real Madrid (B).
Sejamos justos. O Casemiro joga muito... quando quer!
Quem me acompanha sabe que eu já o critiquei, mas nunca neguei seu bom futebol. A questão sempre ficou no... Quando quer.
É mais uma grande revelação do CFA - Laudo Natel, do Soberano, que embora muita gente critique, tem rendido muito aos cofres do Soberano. Recentemente Oscar (mesmo com os imbróglios legais), Lucas Piazón, Bruno Uvini, Lucas, e agora, Casemiro.
Ainda é empréstimo, mas se lá o garoto por a cabeça no lugar e resolver jogar seu bom futebol, tem tudo para não voltar tão em breve para o Brasil, e fazer sucesso por lá. E assim espero, não porque não o quero mais no Soberano, mas eu realmente torço pelas crias do Soberano que vão para fora do país.
E ainda, abrir mais uma porta para o Soberano na Europa, afinal, sabemos que quando os merengues querem, eles pagam muito, e que muito desse dinheiro venha para os cofres do Soberano.
Desejo então muito sucesso ao Casemiro. Que faça uma boa campanha pelo Real Madrid e tenha foco. E que assim, possa comprar outros muitos Camaros branco com rodas 22'.

Uma ressalva aos que pensam que eu abandono o time quando perde:
- Criticar não é abandonar o time. Sou um torcedor também, amo o SPFC. Porém, eu, como muitos outros que leem aqui, são cabeças pensantes, conseguem ver os erros do time, da diretoria, do técnico, e formam suas opiniões. Não sou, somos, daquele tipo vó de garoto mimado, que vê as besteiras e acha tudo lindo. Inclusive, críticas se bem feitas, ajudam a melhorar.
postado por Renato às 21:33
comente (2 /)

A competência do Ney Franco em reorganizar o time no final do ano passado, deixou a desejar nessa noite na Bolívia na derrota por 4x3.
O Soberano começou o jogo como se precisasse de resultado.. Correram muito, em especial o Osvaldo, e fizemos 3 gols. Ótimo, no placar agregado estava 8x0.. aí tomamos um gol... Opa!
Acabou o primeiro tempo. 3x1 para o Soberano.. Aí errou o Ney Franco.
O time já estava sentindo a altitude quando encerrou o primeiro tempo, era hora de ao invés de manter o time ofensivo, deixar o time mais seguro, o resultado já estava ótimo, não precisava de mais.
O Douglas fez um péssimo jogo, perdeu uma oportunidade excelente em empatar o jogo, mas ele não saiu.
A entrada do Cañete e do Aloísio deram descanso ao Fabuloso e ao Osvaldo, que deviam realmente serem poupados do desgaste da altitude.
Mas penso que deveria ter tirado o Douglas e colocado Casemiro ou o Tolói, para ficar na frente da zaga, deixando o time mais fechado. E não ter tirado o Wellington.
Ah, mas o Wellington tomou um amarelo, calma! Entrando o Casemiro ou o Tolói no lugar do Douglas, a distribuição na marcação seria maior, exigiria menos dele e pouco provável que ele tomasse um vermelho.
Mas de certa forma foi bom, embora o elenco tenha jogadores experientes, tem muitos jogadores que nunca jogaram uma Libertadores, e agora viram que nessa Copa, não tem time que vai só cumprir tabela, em todo jogo, independente do resultado todos entram para ganhar.
Esse é o espírito!
postado por Renato às 00:39
comente (1 /)

Ontem o Soberano mostrou que jogar a Libertadores da América é como lavar o carro... Rotineiro, fácil, a vontade, e assim goleou o Bolivar com uma ótima apresentação.
Eu acho que o Lúcio já jogava no Soberano antes do anúncio, está jogando demais, seguro, e ainda roubando bola de letra.
O mesmo com o Wellington, ele se machucou mesmo ano passado?
Mas a atenção mesmo deve ser voltada para o Ganso. Ontem entrou em campo e saiu, (?), porque não o vi jogar. Mal tocou na bola, deu uma furada no primeiro lance. O que acontece? Só joga bem se começa jogando? Ainda tem que entrar no ritmo, entendo. Mas e o feijão com arroz?
Em compensação o Jadson.. Caio Ribeiro poderia dizer: "-O Jadson está voltando a ser aquilo que ele nunca foi no São Paulo."
Mereceu o gol, jogou, lançou, marcou, correu... Esse sim! Parece que agora com sombra, ele está rendendo mais. Não está acomodado.
E agora Ganso?
Relembro ainda que tem o Cañete, que após seu retorno tem demonstrado bom futebol, e empolga, busca sempre o gol, sempre jogando para frente. Dizem que faz muita jogada vertical... para mim é horizontal, estou vendo o campo de lado, pô. E os narradores e comentaristas também, porque vertical, então?
Mas verdade seja dita.. com o futebol que o Ganso tem jogado, ele seria a terceira opção, depois de Jadson e Cañete.
Não torço contra ele. Não mesmo! Mas como um bom torcedor e apreciador do futebol, eu quero vê-lo ser mais eficiente em campo e ajudar mais o Soberano.
postado por Renato às 10:08
comente (0 /)

Eu já havia adiantado que não teríamos cereja no bolo!
Nesta segunda-feira (14) foi anunciado que o Soberano não mais disputará o Vargas, sob o pretexto que o Napoli-ITA dificultou a negociação ao máximo. E realmente, se for aquilo mesmo que o Juvenal anunciou, seria sem condições.
Pedir o jogador quando quiser? Estão de brincadeira? Não é assim que a banda toca. Não é em cima do São Paulo que o jogador vai tentar se promover e aumentar o leilão, como fez o Nenê (ex-PSG-FRA).
Notei que o interesse no Vargas começou a cair quando as coisas com o Wallyson começaram a progredir, e agora com a sua contratação, será mesmo que ainda caberia o Vargas?
O Oswaldo tem só melhorado. O Fabuloso dispensa comentários. Aloísio chegou marcando presença. Temos o Jadson que vai cair pela direita, um pouco mais recuado, mas vai. E agora o Wallyson.
Eu penso que o grupo está formado, fechado, focado e unido!
E 2013 daremos início à Dinastia Soberano no Marrocos. O Japão não é o bastante!
postado por Renato às 00:18
comente (0 /)

http://colunas.revistaepocanegocios.globo.com/negociosfc/2013/01/09/penalty-e-spfc-inflam-valor-de-novo-contrato/

Acabei de ler isso e a Nota Oficial do Soberano.
É lamentável a bestialidade de alguns jornalistas, que se dizem imparciais e noticiam coisas como esta, sem fonte clara e confiável, apenas alguém que vagamente lhe disse isso, porque alguém já havia lhe dito.
Se mostra aquele tipo de pessoa que acredita que todas aquelas frases do Facebook são realmente de Clarice Lispector ou Shakespeare, e ainda realmente acredita que o Chapolin diz aquelas coisas sentado sua poltrona de couro marrom. Lamentável!
E mais, uma reportagem veiculada com uma clara dor de cotovelo. Deve ter escrito isso batendo os pés no chão, e olhando uma foto do Biro-Biro.
Ah vá, Sr. Jornalista! Vossa Senhoria e o Sr. Adalberto Baptista são uma coisa que vou te contar, viu!

Passa amanhã!!!!
postado por Renato às 22:34
comente (0 /)

A diretoria do SPFC parece que gostou de fazer o torcedor de bobo.
Virou moda agora dizer que vai haver uma contratação "bombástica", e a mais nova é a tal "cereja do bolo".
Vi um post aqui dizendo que será o Drogba, não pude conter a gargalhada. Quem disse ou fez de piada mesmo ou é ingênuo demais.
O SPFC está tentando contratar o Vargas... Se recusando a pagar o salário equivalente à R$ 200 mil.
Querem o cara para substituir o Lucas, que ele faça o mesmo que o nosso garoto fez, e querem que ele faça isso de graça?
Como sempre a Diretoria brinca com a expectativa do torcedor, somos bobos agora.
Eu posso morder a língua daqui uns dias, mas eu penso que a nossa maior contratação dessa temporada foi o Lúcio, e dê-se por satisfeito.
Se o Vargas com salário de R$ 200 mil está quase não vindo.. quem dirá Drogba.
Alguém sabe de alguma contratação de peso, a cereja do bolo, que jogue por menos de R$ 200 mil?

Senhor Adalberto, por favor, fale menos! É muito melhor o torcedor ser surpreendido do que criar expectativa em vão.
postado por Renato às 22:01
comente (0 /)

A notícia que mais se veicula ultimamente pelos jornalistas bestas e polêmicos é a confusão entre o Soberano e o Tigre na final da Sul-Americana.
Falam que o Soberano pode perder mando de campo por 2 jogos na Libertadores ano que vem, e o Tigre receber uma multa.
A CONMEMBOL ainda não se pronunciou e adiou para janeiro/13 a análise do caso e uma possível punição aos dois clubes.
A CONMEMBOL não tem um histórico muito grande de punições, como já disse em posts anteriores, é uma verdadeira bagunça. Nada sequer parecido com a organização da UEFA.
O que se espera do CONMEMBOL?
Sinceramente, eu espero que deixe o episódio passar batido, que joguem lá e a gente jogue cá, e assim seja.
Agora vir falar que o Soberano pode perder mando de campo por 2 jogos e o Tigre receber uma multa, é demais... Ou aplica o regulamento ou não aplica nada.
Se o regulamento for aplicado o SPFC pode perder o mando de campo por alguns jogos, porém, o Tigre fica excluído das competições da Confederação por 2 anos, inclusive a próxima Libertadores eles nem poderiam jogar. Então se for para punir, que se puna corretamente, e não de maneira parcial.
Se forem analisar os 2 jogos da final, fica claro que toda a confusão foi provocada pelo Tigre nos dois jogos. Bateram, bateram, bateram até não aguentarem mais.
Inclusive falam que os seguranças do Soberano que agrediram. A briga aconteceu no corredor que liga os vestiários, próximo ao vestiário do Soberano. Porque os jogadores do Tigre estavam por lá? Só pode ser porque queriam arrumar confusão.
Outro fato interessante, é que, historicamente o Morumbi já recebeu incontáveis jogos, inclusive que tiveram brigas generalizadas, como aquela contra o River Plate-ARG, que o Fabuloso deu aquela famosa declaração, antes da sua ida para o Sevilha-ESP. Nunca ninguém reclamou de nada do tipo. Agora me vem esse timeco inexpressivo até dentro de seu próprio país e quer polemizar? Por favor. E mais, ainda temos que aguentar o Bolivar-BOL, temendo pela segurança?
Filho, se vai temer algo, tem que temer a segurança do seu próprio país, não do meu estádio de futebol.
Dá raiva, dá muita raiva dessas coisas. Por isso cada vez mais sentimos falta de Dios Lugano, e ouso em acrescentar que até do Junior Baiano. Dava pancada nesses bestas mesmo, sem dó!
%$#*(@#¨$*#@&*$()@#&$
postado por Renato às 15:16
comente (0 /)

Cara CONMENBOL e seus árbitros, humildemente venho por intermédio da presente, prestar meus singelos agradecimentos.
Agradeço por ser uma Confederação desorganizada, corrupta e prejudicial ao futebol sul-americano.
Aos árbitros, obrigado por permitirem que dentro de campo ocorram agressões que somente são vistas em eventos de artes marciais, e por serem claramente parciais, ROUBANDO o jogo em favor de times estrangeiros, prejudicando veementemente o SPFC.
Rezo pela Confederação para que um dia tenha dirigentes honestos e interessados em futebol. Por árbitros que gostem de espetáculo do esporte praticado em campo. Imparciais, que prefiram que os resultados sejam obtidos pela qualidade técnica dos jogadores.
Rezo ainda, e com mais fé ainda, para que nenhum jogador do SPFC quebre uma perna ou rompa ligamentos no jogo de volta no Morumbi.
Ironias à parte.
E que na quarta-feira que vem, o título persiga àquele que realmente pratica o esporte com lealdade e a beleza que este merece.
Atenciosamente.
postado por Renato às 00:08
comente (0 /)

No post anterior eu disse que o SPFC tinha que ter dois times, que era algo imprescindível para um clube da grandeza do Soberano.
Critiquei diversos jogadores, inclusive o Casemiro.
Hoje contra a galinhada mostrou-se os resultados.
As vezes chego a pensar que a Comissão Técnica e os jogadores entram no site e leem os nossos posts.
O clássico foi um espetáculo... O Soberano é o Rei dos Clássicos 2012! Com muito merecimento.
Os 'reservas' hoje mostraram que no SPFC não tem reservas, e sim, 22 titulares. Jogadores qualificados e quando organizados e com vontade, jogam demais e honram a camisa tricolor.
É uma delícia ver o jogador rachando e vibrando com o lance. É assim que tem que ser. O Soberano é o clube mais vencedor do país.
Durante o jogo tomamos aquele primeiro gol, uma falha, tudo bem, não deveria mas acontece. A partir daí o Soberano mostrou para que veio, e é o Campeão do Segundo Turno do Brasileiro 2012.
Dênis seguro no gol, quando o M1to decidir se aposentar, não teremos sustos.
Lucas Faria e Henrique Miranda, garotos da base, sub-20, mostraram que não tiram o pé e que tem muita qualidade. Danilo que o diga, Henrique Miranda deixou o Danilo sem saber onde estava em uma jogada pela lateral, e o Emerson vai sonhar com o Lucas Faria marcando ele.
Sem contar que os jogadores da Gambazada vão dormir hoje com as pernas encolhidas, com medo do Casemiro chegar rasgando no carrinho e ganhando a jogada.
Ganso fez sua melhor apresentação pelo Soberano, duas assistências e segurança... é o Maestro.
Maicon... abençoado mesmo. Jogou muita bola e fez dois belos gols.
Edson Silva e João Felipe estão melhorando, só faltam o ritmo mesmo para eles terem que pensar rápido e já sair jogando com segurança.
Douglas hoje deu arrancadas muito boas, ajudou na marcação e mereceu todo nosso respeito, inclusive fez o primeiro gol quando a galinhada ainda comemorava. Gol de como se centroavante fosse.
Cícero ajudou pela esquerda.
E hoje qualquer coisa que o William Cone José fizesse valeria a pena. O fato de ele ter tomado o amarelo indo para cima do Chicão foi merecido mas foi show. Não abaixou a bola para o capitão da galinhada, foi para cima e ai do zagueiro de merda se não abaixa a bola... E ao ser expulso, dando aquele drible no Cássio e botando a bola para dentro do gol, deixando a galinhada enfurecida.. hahahahaha..
Enfim.. foi um espetáculo.. e que 2013, seja ainda melhor!
Dizem que ir para o Japão feliz é fácil, voltar feliz que é o difícil... Hoje pelo que o Soberano fez, eles nem feliz vão.. e acho que não vão querer voltar.
PS.: Marcaram o primeiro jogo contra o Tigres na Bombonera, querem tentar por pressão no Soberano, então no jogo de volta, vamos mostrar como é que se põe pressão de verdade... Vamos pôr 70 mil no Santuário Morumbi!
postado por Renato às 20:40
comente (0 /)

Eu não achei mal negócio o Ney Franco colocar os reservas para enfrentar a Ponte. Afinal o brasileirão para nós já se encerrou, a vaga na pré está encaminhada, e precisamos ver quem ainda quer jogar no SPFC ou tem capacidade para isso para montarmos o elenco 2013, ainda mais forte.
Uma coisa boa é que ontem o Denis mostrou que será um excelente sucessor do M1to, inclusive trilhando o mesmo caminho, seguro em defesas e ainda dando dribles nos atacantes enquanto esteve com a bola nos pés. Deixou dois atacantes da Ponte no chão.
O Douglas ontem pareceu que tinha comido uma feijoada antes de jogo, mal acertava passes, jogadas individuais então nem se fale. Esse não toma mais a vaga do Paulo Monstro Miranda de forma alguma, o futebol apresentado ontem foi absolutamente insuficiente.
João Felipe e Edson Silva ontem mostraram segurança, ainda mais para uma dupla que mal jogou junto, aliás, não me recordo de quando eles tenham jogados juntos, mas foram bem, João Felipe contido, sem aquelas arrancadas estranhas e o Edson Silva com o pé firme, ganhando todas as divididas.
Pela esquerda o garoto Henrique Miranda jogou bem. Claro, ainda sentindo a falta de ritmo e um pouco da responsabilidade, mas passando por essa fase, irá se despontar.
Que falta fez Wellington e Denílson, porque Maicon e Paulo Assunção só nos fizeram passar raiva. O Maicon ainda começou bem, depois desapareceu. O Paulo Assunção eu ainda não entendi a contratação. Que o usem de moeda de troca agora no fim da temporada. No SPFC não tem espaço para ele.
Cícero não rendeu muito, e ainda contagiou o Willian Cone José com o cai-cai, fizeram um jogo chato, feio, e burro para ser sincero. O José ano que vem não estará no elenco, mas e o Cícero? Esse tem que se encaixar em algum lugar, pegar uma posição e jogar bem nela. Não dá para continuar como meia esquerda, lateral esquerdo e centroavante, e não fazer nenhuma delas bem.
Agora umas palavras sobre o Casemiro. O garoto joga bola, tem bom futebol, boa saída, raça... Mas o que está acontecendo que ele não tem mostrado isso? Era para ele estar brigando por uma vaga entre os titulares, e não conformado com o banco. Novamente ontem ficar assistindo e vendo ele só jogar com bola nos pés, trotando em campo não dá, tanto que em alguns momentos que ele decidiu jogar, defender, fazer o que sabe, ele mostrou raça, foi gigante, mas porque não o tempo todo, tal como faz Wellington e Denílson. O Casemiro tem que ser gigante também, ter vontade e gana de vencer. Futebol tem!
O Ganso ainda sente a falta de ritmo e o mesmo com o Cañete, mas convenhamos, quando esses pegarem o ritmo, meu amigo... ninguém vai conseguir segurar!!!
Mas no mais, ontem foi uma coisa estranha, parecia que o time nunca tinha jogado junto, que eram desconhecidos que se reuniram num final de semana para bater uma bola. Erros bobos, falta de fundamento. Estranho! Será que a comissão técnica só instrui o time principal e deixa os reservas à Deus dará? Peço atenção para isto. Um time como o SPFC que ano que disputará Paulista, Libertadores e Brasileiro, possivelmente uma Recopa contra a galinhada, precisa ter dois times fortes.
postado por Renato às 09:11
comente (0 /)

Por que será que toda vez que o SPFC chega perto de subir mais ainda na tabela, perde a oportunidade?
Não consigo entender, já não é a primeira vez, e nem é deste ano que o problema vem.
Depois de 2008, nosso último título brasileiro, o SPFC parece que ficou com medo de assumir a ponta. Lutamos, brigamos, subimos e chegamos a poucos pontos, uma vitória de um lugar em evidência, no topo ou bem colado ao topo da tabela e quando estamos em uma partida decisiva, o time dá bobeira não conquistamos os pontos importantes.
Hoje aconteceu novamente.
Em um confronto direto contra o Grêmio perdemos, de virada, a segunda vez de virada para eles neste ano.
Colocamos duas bolas na trave, aceitamos a pressão do Grêmio, parece que em determinado momento do jogo perdeu-se o ímpeto de vencedor.
Sinceramente, eu ainda não entendi, não consegui estabelecer uma lógica para as substituições que o Ney Franco faz.
Outra verdade há que ser dita. Não temos banco de reservas. Nosso elenco titular é muito bom, sem dúvidas. Mas quando precisamos por um reserva parece que o time cai muito de rendimento.
Hoje faltou o Wellington, perdemos muito no meio de campo, faltou o Wellington em seu estilo pitbull incansável. O Casemiro por mais que tente, ele que me desculpe, mas sequer se aproxima da qualidade do Wellington.
No mais, creio que não foi o dia, afinal, duas bolas na trave.
Para o ano que vem precisamos de um elenco completo, titulares e reservas de qualidade para que possamos revesar jogadores, manter o nível e enfrentar os longos campeonatos que a CBF e a CONMENBOL promovem. E assim quem sabe as substituições feitas pelo Ney Franco passem a ter mais sentido.
postado por Renato às 21:04
comente (0 /)

Em 2012 garantimos a vaga na Libertadores, novamente, nosso querido campeonato.
O que dizer do time montado em 2012? Um time que na reta final do Campeonato Brasileiro e Sul-Americana está ganhando identidade, se mostrando um time sólido, firme, ainda não perfeito, mas estamos no rumo certo.
Ainda temos falhas como por exemplo um reserva para o Cortez. Não compreendo termos o Henrique Miranda que veio da base, mas nunca entra em campo, sequer é relacionado para o banco de reservas. Aí acontece que ficamos à mercê de improvisação. Penso que o garoto merece uma chance. Ou vai esperar o retorno do Juan? Por favor não né?
E o Paulo Miranda, quem diria. Jogando muito pela direita, espero que essa lesão não tire seu bom futebol.
Mas agora vamos à 2013.
O Japão já não é o bastante. Vamos expandir a dinastia tricolor para outro continente, e ano que vem o destino será o Marrocos.
Em 2013 o continente africano tremerá quando ver o SPFC, tetracampeão da Libertadores entrando em campo.
O time de 2013 tem tudo para repetir o feito de 2005 misturado com o de 2007 (que encerramos o Campeonato Brasileiro praticamente em setembro).
Teremos Ganso vestindo a 8, servindo o ataque e fazendo os seus gols com genialidade. Fabrício se recuperando de lesão, e que ano que vem ajudará a fechar o nosso meio.
Time muito mais entrosado e mais solto.
Fabuloso terá um ano sem tantas lesões como este 2012, e em 2013 jogará ao menos 80% das partidas, um gol por jogo está bom. Pode deixar que Osvaldo e Ganso anotarão os seus também.
E assim virá mais uma estrela para cima do emblema do SPFC na camisa.
Tetra-Mundial.. 6-4-4... Únicos e Soberanos.
Nos resta saber quem será o freguês europeu dessa vez, porque Barcelona de Stoichkov, Guardiola e Zubizarreta, Milan de Paolo Maldini e Liverpool de Gerrard, fogem até hoje do SPFC.
Penso que o Real Madrid seria um bom adversário.. Quero ver o CR7 sentado no campo após o jogo com cara de choro.. igual o Gerrard fez.
E que venha 2013!!!!
postado por Renato às 22:52
comente (0 /)

Após chocolate contra a pururucada optei por esperar o confronto direto, e agora posso dizer que Ele nos deu força! O Soberano contra o Vasco foi espetacular!
Ainda penso que o Vasco deveria repassar a renda do jogo para o Soberano por conta do show que foi dado em São Januário.
Fazia tempo que não ria ao invés de ficar tenso assistindo um jogo de futebol, mas ver o Juninho Pernambucano esbravejando, tomando caneta do Cortez (que tem melhorado bastante seu futebol), tentando intimidar o guerreiro Denílson e ainda ir falar besteira para o M1to foi hilário.
Começando pelo M1to, falar o que? Apenas me levanto e aplaudo. Porque enquanto muitos pedem sua aposentadoria, ele estava lá, pulando como se fosse um garoto de 20 anos e fazendo defesas com a experiência adquirida em seus quase 40.
A zaga foi segura, fechou bem a frente da área, Rhodolfo e Tolói se entrosaram e formaram uma barreira, sendo que pela direita o Paulo Miranda tem sido um monstro e pela esquerda o Cortez tem melhorado e muito seu futebol.
Em frente a zaga temos o Wellington que tem jogado como se nunca tivesse se lesionado, um absurdo o que esse garoto joga, e ainda o Denílson que defende, marca, apóia o ataque, para mim, deveria estar na seleção, porque convenhamos a seleção brasileira não tem meio-campo.
O Jadson como o Cortez, tem melhorado muito seu futebol, até ajudado na marcação, buscando enfiadas de bola para servir nossos atacantes, só acho que falta para ele aquela precisão no arremate, ainda tenta tudo muito no jeito e tem horas que é preciso enfiar o pé.
O Douglas hoje jogou bem, puxou a marcação, como sua característica correu muito pela frente da área do adversário e fez bons lances, supriu bem aquele setor do campo. Do outro lado tinha o Osvaldo voando no campo, sem medo de ir para a frente e partir pra dentro, deu uma esfomeada mas somente após fazer um golaço.
E por fim o Fabuloso, meu Deus! Gol de quem conhece, de quem sabe! Dominou, bateu de longe, de pé esquerdo, prestes a tomar o tranco do marcador e tirou completamente do goleiro! Tal como do Osvaldo, pintura! E mais, em diversas jogadas ele estava lá dentro da área para tirar a bola, ajudar na defesa, enfiando bola para os que subiam em contra-ataque...
Enfim... foi um espetáculo, um jogo excelente daquele que é o Soberano.
E o Juninho Pernambucano vai ligar para o Gerrard essa noite lá na Inglaterra para dizer que ele entende a dor que é tentar fazer gol no M1to.
postado por Renato às 00:34
comente (0 /)

Empate em 1x1 contra o fraquíssimo Coritoba!
Alguns pontos se repetem jogo após jogo, como por exemplo nossa lateral esquerda. Hoje o Coritoba pesou em cima do lado esquerdo, sabendo que temos ali a Avenida Bruno Cortez, que não ataca e não defende. Que quando vai marcar, fica a 3 passos do outro jogador ao invés de chegar junto e já complicar o recebimento da bola, enfim... o Cortez deixa todo o espaço do mundo para os jogadores crescerem pra cima dele. E quando vai ao ataque ao invés de ir até a linha de fundo ele entra para a área e deixa o jogador que está com a bola sem opção de tabela. Porque ainda joga e é titular? Temos diversos garotos que subiram da base há anos e não ganham oportunidade. Penso que está na hora de dar oportunidade a outros.
E o nosso meio de campo? Hoje a nossa zaga tomou cartões amarelos demais, inclusive uma expulsão. Convenhamos que a zaga só tomou isso tudo de cartão porque o meio de campo deixou o ataque do Coritoba passar com tranquilidade, e se vai para o embate direto, a zaga faz falta mesmo, ou é isso ou é gol, fazer o que? Agora o que não pode é Paulo Assunção trotar em campo. Isso é inadmissível, acho que o Paulo Assunção nem suou o uniforme hoje. O Wellington e o Denílson fazem muita falta.
E o ataque? Sem o Fabuloso em campo, não jogamos com referência, já que tanto o Ademílson e o William José não ficam dentro da área para receber a bola e nem conseguem segurar marcação para dar mais liberdade ao Oswaldo e ao Lucas. Será que eles não assistem os jogos que fazem? Por que como é capaz de errar, errar, e continuar fazendo errado? Ninguém para chegar e falar: - Filho, se toca, faz isso aqui assim!!!!
E o Jadson? Ahhhhh esse é um caso a parte. Nem o fato do Cañete estar voltando e termos contratado o Ganso tem animado o rapaz. Ele ainda não pensou que quando os nosso canhotos estiverem prontos, ele será posto no banco e esquecido. Pelo que está jogando não merece carregar a camisa 10 do SPFC, poderia usar uma 53, 98, 39, menos a 10. Não dá! Só tocar para o lado ou para trás, por a bola para o ataque e parar não dando opção para continuidade da jogada só atrapalha e não resolve nada. E por favor, né? Diz que está sentindo um incômodo na coxa e fica uns jogos de fora.
E por final, a falta de vibração? Quem não se recorda do Lugano, que chegava em todas com vontade, do Leandro Guerreiro que chamava a torcida para dentro do campo e do Cicinho que rachava a bola e levantava vibrando.. falta isso, aquela vontade de vencer a todo custo, de sair com os 3 pontos, de ser campeão e fazer história.
E hoje o G-4 ficou um pouco mais distante.. veremos se até o final do Campeonato conseguimos estar entre os 4.
postado por Renato às 20:21
comente (0 /)

O futebol brasileiro está realmente uma bagunça. A arbitragem fazendo o que bem entende, como no Atlético-MG x SPFC, que o ilustre árbitro inverteu diversos lances e deixou de utilizar os mesmos critérios para os dois times.
Agora temos o Santos, que pelo amor de Deus. A diretoria daquele time merecia uma surra de chinelo.
O SPFC paga os valores pedidos pelo Santos, sem nenhum desconto, pediu-pagou, e agora o Santos cria uma nova babaquice para segurar o Ganso? Por favor!
Não tenhamos dúvida que o Ganso no SPFC seria um acréscimo ao elenco de grande importância. Mas chega!
O SPFC poderia desistir da negociação, reunir os canais de imprensa e deixar claro que pagaria todo o valor pedido pelo Santos, mas que o clube ainda assim não quis liberar o atleta. E por outro lado, o Ganso poderia ingressar com uma ação judicial contra o Santos para ter sua liberação, uma vez que é clara e de conhecimento nacional que o Santos está agindo de má-fé. Ora, por muito menos o SPFC tomou ações judiciais na cabeça, Oscar, Diogo, etc... Assim, rescindiria o contrato com o Santos e a sardinhada tomava na cabeça.
postado por Renato às 13:53
comente (0 /)

Há tempos atrás, disse que poderia vender o Lucas, porque o SPFC estava se virando bem sem ele, etc...
Hoje mordo minha língua.
Contra a Ponte Preta ele fez toda a diferença, aprontou um salseiro na defesa da macaca, como nenhum outro jogador do elenco vinha fazendo. Deu mobilidade, e foi para cima, tanto que fez o dele, numa jogada que a zaga da Ponte deve estar tentando se posicionar até agora.
O Oswaldo fez também um belo gol. Golaço! Mas precisa se entrosar um pouco mais e ter sequência. Espero que sem lesão, tenha uma sequência melhor.
E o próximo jogo, encerrando o primeiro turno é contra a galinhada. Se não me engano é o primeiro clássico majestoso que o Lucas jogará. Dessa vez a CBF não conseguiu ajudar a galinhada. Mesmo porque não é mais Teixeira, é Marin.
O Lucas se sente em débito para com o SPFC e torcida, então essa é uma boa hora de compensar.
Vamos vencer o Majestoso e arrancar rumo ao título, quiçá conquistar com antecipação, como fizemos em 2006/2008.
Lucas, nos traga o HEPTA !
postado por Renato às 10:35
comente (0 /)

Em uma semana, duas viradas, ambas por bobeira da defesa, dando nome aos bois, João Felipe foi principal "falhador" da nossa defesa.
É o tipo de coisa que não dá para entender, muito menos aceitar. Como?
Fala-se muito em contratação de outro zagueiro, mas pensemos, temos o Uvini e o Luís Eduardo, ambos novos, saídos da base, por que não apostar nos garotos? Porque são garotos (?) Mas o Breno quando surgiu da base também era garoto, sem tanta experiência, e no final das contas se mostrou um baita zagueiro.
Ainda mais agora aproveitando o retorno do esquema 3-5-2, com Tolói e Rhodolfo lá para auxiliar, instruir. O João Felipe não aproveita porque é um cabeçudo, típico jogador que vem de outro time já com seus vícios, lá driblava sendo o último homem e aqui vai fazer a mesma coisa, não renova, não muda. E já teve mais chances do que deveria para mostrar seu futebol.
O que não pode mais acontecer é tomarmos duas viradas assim. Uma delas dentro de casa. É vergonhoso e desaminador. CHEGA!!
As vezes penso que o elenco do SPFC é tipo aquele empregado que sente que o chefe é bundão e começa a esculachar, embora possa ser verdade, afinal essa diretoria aí que não cansa de pagar mico.....
postado por Renato às 15:43
comente (0 /)

O SPFC anunciou a venda do Lucas ao PSG onde jogou a lenda Raí e que possui em sua diretoria nosso querido Leonardo, excelente lateral esquerdo, que marcou época vestindo nosso manto sagrado.
Foi a venda com o maior valor da história do futebol brasileiro e ainda contaremos com o Lucas no time até o final de 2012.
Esse sim foi o verdadeiro negócio da China!!
Fazemos a maior venda de todos os tempos, e só entregamos a "mercadoria" no final do ano? Podemos ainda utiliza-lo para ganhar dois campeonatos e retornar à saudosa Libertadores.
Ir contratar um jogador que ninguém nunca ouviu falar, exceto a própria família desse jogador, como campanha de marketing é para os fracos. Ou melhor dizendo, para os BURROS!
No SPFC não tem essa.
Eu desde o início sempre fui à favor de vender o Lucas, e admito ao mesmo tempo que desafio, que nem mesmo o mais otimista diria que uma negociação dessa aconteceria.
Rivais... chorem, são coisas do Soberano!
E aquele timezinho chapolin lá do Sul que foram pilantras e que estavam se vangloriando da venda que fizeram do jogador que roubaram da gente... novamente ficaram para trás.
Os outros tem que entender que lutam pelo segundo lugar... pois o primeiro sempre foi nosso!
postado por Renato às 23:45
comente (1 /)

Ontem foi um dia daqueles.
Achei que o SPFC ia empatar em 0x0 com o Sport. Gol horrivelmente anulado, que aliás, bandeira e árbitro precisam rever as regras, inclusive se possível serem afastados até que se reciclem, não pode cometer erros como aquele do gol mal anulado do Ademílson.
E o SPFC, um show de gols perdidos, Willian José, Maicon e Ademílson, cada gol perdido que vou te contar, viu?
Não podemos perder tantas chances assim.
Aí fica uma dúvida, falha dos nossos atacantes ou mérito do goleiro do Sport?
Acho que fica no meio a meio, alguns lances realmente o goleiro fez milagre, e noutros total insegurança dos finalizadores.
Tomamos muito contra-ataques do Sport, e o m1to ontem desde o seu regresso teve que mostrar aos críticos que pedem sua aposentadoria, que não está nem perto de abandonar os gramados. O m1to foi indiscutivelmente gigante. Aposentadoria? Jamais!
Entre puxadas para lá, para cá e chutes fracos, prevaleceu o jeito de jogar de Luís Fabiano, aquele que quando tem a oportunidade, ele enfia o pé, sem dó. Foi assim o gol do Ademílson.
Acho que gol bonito, aquela cena plástica é sempre bem vindo, mas peca o centro-avante que só quer bater de chapa, colocadinha. Enfia o pé, oras!
É o estilo que poucos atacantes tem hoje em dia, e que o Fabuloso faz questão de preservar.
No final das contas, um gol de bicicleta e um gol de bico, valem a mesma coisa.
postado por Renato às 09:09
comente (2 /)

Tudo bem, não vou mais apelidar ninguém. Nem meu pai gostou do apelido que dei no post anterior ao Ademílson, meu sobrinho riu e deu um milhão de sugestões, mas disse que não vou mais apelidar e esperar o que a massa gritar no Morumbi.
Apelidos à parte, estamos agora com a continuidade da novela Lucas.
O SPFC recusou uma bela proposta do Manchester United, e agora está pedindo aos céus uma nova proposta, que pode ser só um pouco maior para vendê-lo.
Para mim foi um prejuízo não te-lo vendido na última, uma vez que ainda naquela época o SPFC detinha 80% dos direitos e hoje com o início das Olimpíadas de Londres somente detém 70%.
De fato, eu concordo que os jogadores brasileiros não podem ser vendidos à preço de banana. Quem não se lembra do caso Kaká, que foi vendido por 7 milhões de Euros e tempos depois fomos satirizados pelo pessoal do Milan?
E mais, o futebol brasileiro é o maior exportador de jogadores, mas os clubes vivem em meio à tantas dívidas que se sufocam. Seria uma saída para ao menos aliviar as despesas e dívidas dos clubes. Não podemos deixar que o nosso futebol se torne um Uruguai ou Argentina, onde os clubes mal conseguem arcar com suas despesas.
Voltando ao Lucas, embora ele seja uma peça chave no esquema do nosso SPFC, nos últimos jogos temos demonstrado que podemos jogar sem ele, que ele é um acréscimo e não o fundamental. Fizemos boas partidas contra o Flamengo e o Bahia sem ele, estamos na tendência de melhorar, crescer com o atual elenco.
A bem da verdade, o SPFC já teve muitos craques, revelou muita gente e que após a saída não afundou o clube, ou seja, nós sobrevivemos. O SPFC é muito maior do que qualquer jogador.
Penso eu, que o Lucas deve ser vendido, mesmo que seja pelo valor da última proposta feita pelo United. Os 10% dão-se como perdidos, mas fazer o que com essa diretoria que adora falar, bater no peito, mas só dá cabeçada na parede?
postado por Renato às 10:54
comente (0 /)

Como é gostoso sentar para almoçar no dia seguinte de um jogo do SPFC e ficar vendo as notícias, revendo os gols e os comentários do jogo da noite anterior.
Ontem à noite, o M1to chegou à Pituaçu e deu seu cartão de visita, um gol de falta, que o goleiro do Bahia não pegaria nem se fosse o Dalsin, do Street Fighter.
O SPFC dominou o jogo ontem. No final do primeiro tempo, tirou um pouco o pé, e com isso o Bahiazinho veio para cima, tentar fazer algo. Mas eles tem o Souza, ou nós temos o Souza? O Souza jogou com a camisa do Bahia, mas acho que ele é jogador do SPFC. Ou não? Sei que quero que o Souza jogue em todos os times adversários do SPFC.
O time se comportou muito bem ontem dentro de campo, outra postura, outro esquema, outra dedicação, enfim estão entendendo o Ney Franco e a Torcida.
O Cortez teve uma melhora sensacional, jogou muita bola. Mas confesso que me irritei com o Luís Fabiano.
Em um ataque que o SPFC tocava a bola, buscando o melhor ângulo para o arremate, e com isso boa parte do time subindo para o ataque, o LF9 perde uma bola besta, fácil, e tomamos o contra-ataque, tendo o Rodrigo Caio que parar o jogo para não corrermos risco de um gol, e com isto tomou um cartão amarelo, poucos minutos após, o Ney Franco teve que substituir o Rodrigo Caio para não termos risco de ficarmos sem um jogador, já que o Zé Roberto, do Bahia, estava a todo momento puxando a jogada para cima dele.
Um erro que parece simples, coisa boba, tem consequências, por isso tem que se ter atenção.
Fora isso, o Ademílson que apesar de baixo, está se tornando um monstro. Ontem novamente deu arrancadas naqueles passos curtos, com o tronco inclinado para trás, e ganhou dos zagueiros, e ao final foi premiado com aquela bola sobrada que ele teve somente que empurrar para dentro do gol. Mas um detalhe importante: repararam que quando ele foi empurrar para o gol, ele totalmente consciente do que estava fazendo e faz muito bem, teve o cuidado de tirar do alcance do goleiro, não simplesmente enfiou o pé. É o Adegolson 11 - O monstro.
E Willian José, hein? O "adiós" assim fica mais próximo meu caro, com esse tamanho todo, fique dentro da área, brigue com os zagueiros e peça alguns chuveirinhos, só não fique buscando bola no meio de campo, primeiro porque você acaba atrapalhando o Jadson e o Maicon que sobem, e também, seu lugar na área fica vazio, já que você não é tão rápido.
Ah, e PS.: Ver as cenas do M1to no vestiário incentivando o time antes de entrar no campo, batendo no peito.. é um espetáculo a parte!

postado por Renato às 14:50
comente (6 /)

Tem sido anunciado frequentemente pela imprensa que o contrato do Willian José está no final, e que até o presente momento, a diretoria do SPFC não anunciou qualquer perspectiva de renovação.
Sabendo que do passe do jogador, pouco pertence ao SPFC, uma vez que o mesmo foi trazido ao clube por um grupo de investidores. Seria por isso o desinteresse da renovação? Por não ter tanto retorno futuramente?
A bem da verdade, devemos dizer que oportunidades de entrar como titular ele teve. No Paulistão-12, ele aproveitou, fez lá seus 9 ou 10 gols, na ausência do Luís Fabiano, no Brasileiro marcou contra o Figueirense, mas taticamente para o grupo eu não acho que ele seja o ideal.
Vemos constantemente o SPFC em contra-ataque e ele fora da área, correndo lentamente para se apresentar para receber a bola, não é preguiça, mas ele é lento mesmo, não é de explosão. Só não entendo porque sai tanto da área se não tem velocidade de chegar lá num contra-ataque. A questão de dribles fica claramente prejudicada, porque ele não dribla, seja em espaço pequeno ou grande, ele não dribla, como faz o Ademílson.
Falando em Ademílson, depois de Henrique e dos diversos retornos do Roger (Ponte Preta) - O Rei do impedimento, ele parece ter sido uma aposta ganha do SPFC, dedicado, aproveita da sua juventude para correr o jogo inteiro. No terceiro gol contra o Flamengo, ninguém deu os créditos à ele, que correu, alcançou o zagueiro e tomou a bola, 50% da jogada foi dele.
E no final das contas, entre valorizar o Ademílson ou manter Willian José, eu prefiro a valorização do Ademílson.
postado por Renato às 09:05
comente (2 /)

Como o M1to faz diferença dentro de campo. João Filipe, Rhodolfo e Tolói jogaram à vontade hoje, seguros, sem sustos.
Como goleiro o m1to é indiscutível e a zaga podendo contar com a habilidade que ele tem com os pés joga muito mais suave. É o nosso 11o. jogador de linha.
Com uma zaga segura, o meio e o ataque jogaram tranquilos. Mais o ataque que o meio, no círculo central achei que o Flamengo teve muito espaço, poderíamos ter ganho mais bolas ali. Mas num saldo geral, o time foi bem, muito bem, desfilou em cima do Flamenguinho que ninguém quer. Bela dor de cabeça que o Dorival Júnior arrumou.
Hoje o esquema de jogo foi o dele, não aquilo de ficar jogando todas as bolas para ele receber de costas e virar, uma vez ou outra, tudo bem, mas toda vez não. A jogada tem que ir até a linha de fundo, fazer ele ganhar do zagueiro na explosão, e foi o que ele fez hoje.
Vi que o Rodrigo Caio foi listado no bola murcha, eu discordo, para um volante que é improvisado na lateral, o garoto tem jogado muito, não achei que comprometeu em nada a defesa e apoiou bem o ataque e os volantes, roubou várias bolas. Sobre o gol do Flamengo? Convenhamos que foi daqueles golzinhos achados, né? Nada de espetacular.
Quarta-feira temos o Bahiazinho, outra competição, outro ânimo do adversário. Tomara que joguemos como jogamos hoje. Que as dores do m1to passem ainda essa noite.
postado por Renato às 22:05
comente (0 /)

Ontem assisti o VT do jogo do Japão contra a Espanha e fiquei impressionado.
O time do Japão correu praticamente 100 minutos, contando com os acréscimos, marcando em cima, e ainda saindo em velocidade para o ataque. Fiquei embasbacado de ver ao 46 minutos do segundo tempo, a Espanha recuando bola para o goleiro e o atacante japonês correndo para marcar a saída de bola do pé do goleiro.
Me pareceu o SPFC. ÔÔÔ.
Já que demitiu o Turíbio.. contrate o preparador físico japonês... assim o time correrá os 90 minutos.
Amanhã vem o Flamengo. Ainda ontem ouvi um amigo falar, ou vai ser um jogo de 0x0 ou de 5x5, porque os dois times estão uma nhaca então ou ninguém faz gol pela moleza, ou fazem um monte pelas defesas que batem cabeça. Não posso discordar muito desse entendimento.
Mas amanhã temos um ponto forte, o M1to volta à nossa meta. E que me desculpem os céticos que dizem que ele está velho, que deveria se aposentar. Mas ainda não há no Brasil, quiçá no mundo, goleiro com tamanha liderança. Aliás, goleiro todo time tem, mas só o SPFC tem Rogério Ceni. Daí se vê a grande diferença dele dentro de campo.
Embora eu faça comentários descrentes, como um torcedor fanático e fiel, amanhã eu apostarei no SPFC, sempre, seja em boa ou má fase..
Os jogadores precisam entender uma coisa, a torcida quando briga, xinga, corneta, não é porque quer que o time vá para 'um daqueles lugares', e sim porque quer melhora, quer vitória, então parem com o draminha de 'vou discutir minha situação' que não tem nada haver. Melhore, cobre, se cobre, jogue futebol de verdade e vença... é isso, simples assim.
E PS.: Fontes desavisadas que não sabem nem andar... é Manchester UNITED.
postado por Renato às 12:06
comente (0 /)

O jogo acabou fazem uns 20 minutos, e até agora ainda não baixou minha raiva causada pelo jogo de hoje contra o ATG.
Acho que pelo ânimo que me toma nesse momento, tenho apenas simples observações a fazer:
EDSON SILVA - Pelo amor de Deus, pede para ser negociado, seu lugar não é no SPFC, está mais do que claro que você não aguenta o peso do manto sagrado. O esquema 3-5-2 foi feito contando com sua ajuda, e você não cobre sua área, deixando os outros dois zagueiros vendidos, tendo que fazer o deles e o seu. Você ocupa um espaço no time que poderia ser dado à outro que aproveitaria melhor. SAIA !!
CORTEZ - O que aconteceu? Está cansado? Que raio de lateral esquerdo é esse que não vai à linha de fundo? Que não cruza uma bola sequer na área? Filho, se você não tem o pé direito para chutar para o gol, porque então todas as jogadas você puxa a bola para o meio, afunila o jogo ao invés de dar opção de passe na ponta? Você É LATERAL !! LATERAL, entendeu?
Que aliás, esses dois juntos, lentos, num sono danado dentro de campo, deixou nosso time manco, sem o lado esquerdo.
O SPFC, exceto pelo Lucas, não tem nenhum jogador capaz de fazer um contra-ataque rápido, todo ataque do São Paulo a bola tem que ir de pé em pé, rolando lentamente, até a zaga do time adversário se recompor, aí fica um bando de besta parado no meio, rodando a bola, sem saber o que fazer.
E o que eu temia aconteceu. Como disse no Post anterior, o SPFC sofre da síndrome de Robin Wood, tira ponto dos grandes e entrega para os fracos.
SIM, pensei em muitos palavrões enquanto digitava aqui, e vocês também enquanto liam! Eu sei!

postado por Renato às 00:28
comente (0 /)

Após uma boa apresentação contra o Figueirense chegou o dia de enfrentarmos o lanterna. Vamos à Goiânia enfrentar o Atlético-GO.
O SPFC na última partida focado, lutou e venceu. Alguns erros foram cometidos, claro, mas nada de grave que não possa ser rapidamente corrigido, e considerando a adaptação ao novo-velho esquema, hoje o SPFC estará mais afinado.
O Atlético-GO é o lanterna do campeonato, tem feito uma campanha pífia, e não seremos nós que vamos alavancá-los aos 8 pontos, sequer aos 6.
Um receio que dá é o fato de nos últimos campeonatos o SPFC ter sido meio estilo Robin Wood, tira pontos dos times grandes, e dá pontos aos pequenos.
Tomara que essa mudança de atitude vista no último jogo seja melhor ainda essa noite. Eu espero do fundo do coração que sim.
De alho para bugalho, o Lucas me parece que não volta mesmo de Londres, já ficará pelo Manchester United.
O SPFC tem que vendê-lo essa semana urgente!!
Hoje vendendo o Lucas, por 100 milhões de reais, o SPFC receberia 80 milhões e o Lucas 20. Se vendermos após por 120, o SPFC ficaria com 84 e o Lucas com 36, considerando que uma proposta de 120 milhões de reais seja impossível, não temos o porque de segurá-lo, perderemos dinheiro e ainda ficaremos com um jogador desmotivado, sem foco e vontade de atuar pelo clube. Não vale o desgaste.
E o Kaká por sua vez, com seu orgulho de criança mimada, se recusou à ir para o PSG-FRA, e agora o Real Madrid está praticamente pedindo para ele ir embora do clube. E convenhamos que tal situação ficou bem mais feia. Afinal, uma saída pela porta dos fundos nunca é agradável.
postado por Renato às 10:46
comente (0 /)

Há tempos vem se especulando no SPFC a venda de Lucas para algum grande da Europa. E fica as perguntas: Vender ou não vender? Se sim, por quanto? Se não, por que? Mantemos e apostamos nele para nos trazer títulos ou vendemos e contratamos outro que pode não ter um grande nome como ele, mas que também venha ajudar à sua maneira?
A verdade é que, mantendo ou vendendo e contratando outro ou outros, a incógnita permanece. Quantos jogadores não vieram ao SPFC com pompa de craque, de solução dos problemas, e quando vestiram o manto sagrado tremeram? Casos recentes, Cléber Santana, Fábio Santos, Juninho (Zagueiro, ex-botafogo), enfim, não vou alongar, mas foram muitos. E quantos mantemos achando que nos renderia muito e não renderam tanto assim? Sérgio Mota, que era tido como jóia, Roger (hoje na ponte preta), Henrique, inúmeros... E se mantermos o Lucas e ele não render o quanto esperamos por já estar com a cabeça no exterior, ou ter alguma mágoa do clube por não ter sido vendido?
Então creio que analisar por perspectiva de rendimento não seja o modo mais prático de ver a situação, pois se manter ou vender e contratar novo é coisa de assumir o risco, dá na mesma.
Vamos ao lado financeiro, Anos atrás o Barcelona veio atrás do Hernanes, ofereceram 25 milhões de euros e o SPFC com o ar da graça recusou, queria 30. No final das contas vendemos ao Lazio-ITA, por 13.
E agora, que o Manchester United oferece um valor que seria o maior já oferecido à um clube brasileiro? O que fazer?
Penso eu que com esse valor poderia pagar uma parte da cobertura do Morumbi, viabilizar alguns projetos e o principal, valorizar alguns atletas que vêm da base e que pode e vão dar retorno para o clube mais para frente. Como no caso de Bruno Uvini e Ademilson, que ainda recebem salário da base.
Então partindo deste princípio, creio que no atual momento, o valor seria bem mais quisto do que o atleta.
postado por Renato às 09:15
comente (1 /)

Hoje com a vitória de 2x0 sobre o Figueirense fora de casa, o técnico Ney Franco pode dizer que fez sua estréia no SPFC.
Dando sua cara ao SPFC o Ney Franco fez com que o time fosse aguerrido, apertando a saída de bola e não deixando bolas perdidas. Não foram os 90 minutos assim, houveram alguns deslizes, mas tudo bem, o time está se readaptando ao novo esquema e ao novo técnico. Fez uma boa partida, mesmo com o Figueirense apertando mais no início do segundo tempo, mas soube se portar, segurou bem e na única grande oportunidade, Denis estava lá para garantir. Ainda acho que foi falta no Cortez e no Rodolpho.
Aliás, acho que quando encostar a cabeça no travesseiro para dormir essa noite, vou continuar ouvindo os apitos do juiz. Apitou cada lance que pelo amor de Deus. Quem acompanhou a Eurocopa 2012 como eu fiz, deve estar achando a arbitragem brasileira bizarra, um fracasso total. Depois não entendem porque os jogadores brasileiros são tão 'cai-cai', qualquer quedinha, qualquer encontrão dá-se falta. E aí os jogadores ficam parecendo crianças de playground, que deu uma raladinha no joelho corre para chamar a mãe.
Confesso que estava criticando o Rafinha, entrou, correu sem tanta produtividade, cometeu inúmeras faltas bobas, mas ao final na busca de sua redenção, roubou a bola e deixou redondíssima para o William José. Mordi a língua.
O próximo confronto é contra o Atlético-GO fora de casa também, se a tendência do SPFC for evoluir, vamos colocar os goianos no bolso, se a postura voltar a ser o que vinha sendo... aiaiaiaiai.
postado por Renato às 19:01
comente (0 /)

Amanhã enfrentaremos o Figueirense fora de casa, voltaremos ao 3-5-2, mas será que veremos um time jogando pelo menos próximos do que queremos?
Durante a semana o m1to cobrou ferrenhamente no treino a marcação, e o Ney Franco descobriu o ponto fraco do SPFC: "Não estamos marcando ninguém!". Isso foi realmente uma grande descoberta no SPFC... para quem estava em coma há uns 4 ou 5 anos.
E no 3-5-2, será que vai mudar o esquema tático e também vai mudar a garra, a vibração dos atletas? Porque não adianta mudar o esquema se o ímpeto não mudar também.
Estava olhando a nossa lista do REFFIS, e impressiona a lista de jogadores que temos por lá, daria um bom time, se todos estivessem recuperados. Recuperação aliás que demora, e nem digo das cirurgias, mas das lesões durante o jogo. Será mera coincidência que o nosso REFFIS que era referência mundial na recuperação de atletas, ter baixado o nível assim que o Turíbio foi demito? Coincidência estranha.
Essas são umas das poucas coisas que esgotam nossa paciência, falta de raça, tantas trocas de esquema e o time continua sem identidade, acontecimentos extracampo que deixam evidentes as falhas de administração.
Até quando vamos ser pacientes?
Amanhã vamos ao Orlando Scarpelli e tomara que seja o começo de uma arrancada, de uma nova fase no São Paulo FC.
PS.: O Luís Fabiano não jogará amanhã, e vamos ver como se porta o ataque sem tanta daquela clássica centralização de jogadas que vemos quando ele está em campo.
postado por Renato às 16:07
comente (0 /)

"Vai até o fim, Ademilson. O zagueiro é seu e tem de acompanhar. Não pode largar e precisa recompor também."
É hora de marcar. Eles não podem sair jogando com facilidade. Aperta, aperta! Faz dar chutão e quebrar"
Não desiste, Willian. Fecha o espaço e cobre quem subiu"

Essas foram as palavras do m1to Rogério Ceni ontem durante o treino no CT da Barra Funda, após ter lido meu post anterior.
Ele entende o que falta, e nós vimos quem nos faz falta dentro de campo.
Não dá para negar que estava faltando liderança no time. Que me desculpem os fãs do Fabuloso - me incluo entre eles - mas ele não tem o espírito de liderança. Ainda mais após estar usando a braçadeira de capitão e ser por várias vezes advertido com o cartão amarelo e até com o vermelho por ...... bobagens. Vimos que não tinha liderança.
Mas Renato, fora ele quem poderia usar a braçadeira dentro de campo? Te digo: dentro de campo... ninguém! Não temos um líder nato jogando hoje. Mas teremos em breve. Assim que o m1to voltar para defender nossa meta e realinhar o time.
Com todo respeito ao goleiro Denis, que é um baita goleiro por sinal, não questiono suas atuações debaixo da trave, mas não possui a mesma liderança que o m1to! Talvez além das faltas batidas com perfeição, dos chapéus nos atacantes quando a bola é recuada, seja a liderança a próxima lição a ser aprendida pelo nosso atual titular. Ou coloque a liderança no topo da lista de aprendizado. Tal como Rogério Ceni aprendeu muito com o saudoso Zetti - 92/93, o Denis há de aprender com o m1to.
Estamos próximos do que nos falta!
O Rogério Ceni está voltando!
Os adversários que venceram o SPFC até agora, devem estar com uma sensação de alívio, porque assim que o m1to pisar em campo a coisa vai ser diferente, a euforia vai ser substituída pelo medo, e sugiro à alguns times que tem por aí e que vamos enfrentar ainda na primeira fase do Brasileirão-12, que deixem correr por W.O., evitem constrangimentos.
postado por Renato às 11:39
comente (1 /)

É estranho ver um time que teve 11 vitórias seguidas, igualando ao recorde de 2005, quando o SPFC formou o rolo compressor do século 21, e em seguida ver o time declinando. O que será que falta?
Nas partidas desse Campeonato Brasileiro, que tenho acompanhado uma a uma, vejo uma falta de motivação tamanha. Os jogadores entram em campo... entram em campo, e só. Porque não apresentam o futebol. Devem deixar no vestiário, ou em casa para sequer terem o trabalho de levar até o estádio.
Cada time tem sua cara, tem seu esquema de jogo, que muda-se o elenco, muda-se o técnico, mas o esquema tático parece algo encrustado na alma do time, que se leva anos e anos para ser mudado. Estamos anos e anos tentando emplacar um 4-4-2 que não mostrou resultados, voltemos ao 3-5-2. Todavia, de nada adianta retornarmos ao 3-5-2, se o time na hora de marcar, deixa toda essa função para a defesa, o ataque também tem que marcar. Vejam bem, eu estou dizendo MARCAR, e não apenas cercar, rodear, porque marcar é querer tomar a bola, chegar junto, não dar espaço. É impressionante como os times arrumam espaço para jogar contra o SPFC. Eu credito isso na ausência de marcação, marcação de verdade, porque o que vemos nossos volantes fazendo, é rodear, e os avançados quando revolvem marcar, ops, rodear? Um desastre! Seria mais prático gritar: "Olha que eu vou aí, hein!" para o jogador adversário. O efeito seria o mesmo.
A marcação como deve ser feita, depende de algumas coisas, sendo que as principais são a garra e a vontade de vencer, que podem até mesmo se confundir uma na outra. Mas é preciso, e muito. E é isso que falta!
O time precisa ter a gana de vencer, aquele time que até em amistoso não tira o pé, não dá sossego, que insiste, que luta, que vê o placar favorável em 3x0, e corre, se dedica sem restrições para fazer 4x0, 5x0...
Precisa mostrar porque é conhecido como SOBERANO!

postado por Renato às 09:26
comente (1 /)

SPFC.Net - Para um Grande clube, um Grande site.
SPFC.Net Blogs - Para um Grande clube, vários Grandes blogs!

postado por Renato às 09:06
comente (0 /)



1 2 3 4 5 6 7 8 [Próxima] [Última]