Que exemplos de perpetuar no poder como esse do Juvenal, sirva de inspiração ao futuro presidente.

 

Depois da soberba subir mais que a cachaça, a coisa desandou de vez, chegando ao cumulo do absurdo do time quase cair depois de receber mais de 80 milhões com a venda prematura do Lucas. Digo prematura porque torço para o SPFC ganhar títulos, e não levo nadinha de comissão com venda de jogadores. Logo, quero time, elenco, títulos... medalhas...medalhas....medalhas.. de ouro. Alias, acho simplesmente ridículo torcida comemorar venda de bons jogadores.

 

Que exemplos também como o ocorrido em 2008, quando mandaram o Muricy embora ao invés de contratar, também tenha servido de aprendizado. Treinadores não jogam, não ganham o jogo, mas sendo no mínimo inteligente e conhecer do riscado, a coisa flui melhor. Para isso ele precisa de material humano.

 

Essa de teto salarial não pode valer para um time com a grandeza do SPFC. Há de ter limites? Sim, mas fechar as porta de vez, ai é um erro muito grande que acontece hoje. Grandes jogadores, ou bem melhores que temos hoje, sequer são oferecidos ao clube, os empresários já sabem a resposta.

 

Politica pés no chão é uma coisa! Ousar, outra bem diferente. Se vc tem Cotia, não se contrata jogador mediano. Se vc tem meia dúzia de craques, o resto vc pega de  Cotia.

 

Para o JJ rezo duas vezes, uma pela sua saúde, outra para que o dia em que ele sai do puder. Na parte patrimonial do clube, nota 10 ao JJ, mas no conceito do que é formar um time a altura do SPFC, nota (-10). Nunca na história do SPFC vi outro presidente não ter vontade nenhuma de ganhar títulos. 

 

Times do SPFC tem que ser nos moldes dos anos 80, onde encarava Milan e Barcelona pau a pau e vencia.  Times do SPFC tem que ter jogadores como sempre era no passado, na seleção, ou em nível de seleção Brasileira.  Grandes times levam publico, vende camisa, atrai patrocínio, exposição na mídia... etc... etc.... etc...

 

Frequento o Morumba há 35 anos, tive o privilegio de ver todas nossas grandes conquistas e grande parte dos nossos maiores jogadores de todos os tempos.

 

Não é meu nível de exigência que é alto, mas sim buscar na memoria e ver que apenas com ousadia os dirigentes do passado conseguiam montar grandes elencos. Hoje o JJ não soube investir em conquistas, em todos os campeonatos disputados ,  os 80 milhões do Lucas.

 

Que daqui pra frente voltemos aos velho e maravilhoso passado. Soberba? Só dentro das quatro linhas.

 

 

 

postado por MARCIO ANTONIO BASSETTO às 11:01

Comentários (1)
    PEDRO VIRGILIO ROCHA...

    Uma pena que se foi tão cedo, o que foi um dos grandes e maiores jogadores da nossa história. Vai lá, se junte a outro gigante do meio campo que foi o Chicão... e toca a bola ai...

    Descanse em paz.
      

1
Enviar Comentário
Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui.